Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Corte e costura...

Vivo no presente, o passado está lá atrás, e é lá que pretendo que ele permaneça...o futuro virá e aqui estou eu de braços bem abertos e com um largo sorriso no rosto, ansiosamente à espera de o receber!

Corte e costura...

Vivo no presente, o passado está lá atrás, e é lá que pretendo que ele permaneça...o futuro virá e aqui estou eu de braços bem abertos e com um largo sorriso no rosto, ansiosamente à espera de o receber!

Quem disse que o amor não tem cor, cheiro e sabor?

Março 19, 2014

Sem voltar atrás...

"Deus é pai, é padrasto, é irmão, é companheiro, é amigo… E se me permitirem, sei que sou o “Deus Padrasto” da choné pequena cá de casa. Não tem o meu sangue, cromossomas, adn, fisionomia, mas epá, há dias que olho para ela, e por uns instantes quase que juro que fui eu que a fiz...não a fiz ..mas aos poucos vou “construindo-a”...vou “fazendo-a”...e essa coisa de  sangue, cromossomas, ADN, fisionomia em certos momentos e em certos instantes quase que por magia se desvanecem.

É neste cruzamento, em que à vezes, podemos confundir as coisas, que sei que estou no caminho certo...porque quero o melhor para ela, tal e qual como aquela frase feita “um pai quer o melhor para os seus filhos”.

As coisas, não são simples nem fáceis, mas também não sei responder o que é ser padrasto, porque a única resposta sensata e verdadeira que poderia dar, era, só não tenho essa coisa de “de  sangue, cromossomas, ADN, fisionomia”, tudo o resto tenho de sobra para dar e vender."

http://passeiosedesvaneiosdoschones.blogs.sapo.pt/

 

 

 

A ti babe:

 

 

A ti, que viste trazer às nossas vidas, tudo que nos faltava, a ti que dás mais do que podes, e talvez por medo, menos do que és capaz! Tens uma alma valente que se veio encaixar numa família já pronta. Não é para todos nem é para qualquer um! Tu tiveste a coragem (sim, porque é preciso ter coragem) de agarrar em mim e por arrasto naquilo que me pertence, e eu procuro, todos os dias, não me esquecer disso, atendendo ao que faço e ao que digo. Tu sabes que pisas em terreno frágil e ainda assim, não baixas os braços. E assim vais...dia a dia, passo a passo, conquistando espaço no coração da filha da tua esposa...com extraordinária habilidade, vais dizendo o que pensas e o que seria melhor! Por teres assumido uma filha que não é tua, da tua carne nem do teu sangue, como se tua filha fosse, já alcançaste lugar privilegiado nos nossos corações! Por isso, quando pensamos em homenagear os pais, hoje eu decidi homenagear essa figura ímpar que tu e só tu representas! Aquele que a mãe e a filha descobriram que é tão importante nas suas vidas, que a sua presença é tão especial que parece que ele sempre esteve ali! Obrigado por existires e por preencheres todos os vazios que existem em nós! Amamos-te por tudo o que és, por tudo o que representas, porque embora não tendo a obrigação, tens a responsabilidade e ambas sabemos que a assumes com o coração e com a alma! Obrigado babe porque sem ti a minha/nossa vida deixaria de fazer sentido!

 

1 comentário

Comentar post

Contagem

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D