Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Corte e costura...

Vivo no presente, o passado está lá atrás, e é lá que pretendo que ele permaneça...o futuro virá e aqui estou eu de braços bem abertos e com um largo sorriso no rosto, ansiosamente à espera de o receber!

Corte e costura...

Vivo no presente, o passado está lá atrás, e é lá que pretendo que ele permaneça...o futuro virá e aqui estou eu de braços bem abertos e com um largo sorriso no rosto, ansiosamente à espera de o receber!

O MILAGRE DA VIDA - Parte V

Março 25, 2014

Sem voltar atrás...

O espaço temporal em que vivo a minha vida, mede-se em dias, ou melhor, em 28, 29 ou 30 dias, consoante os meus ciclos menstruais! Para quem não conhece a minha história, não fique pasmado, eu e o babe simplesmente sofremos de Infertilidade, esse monstro com o qual convivemos à sensivelmente 2 anos! É dramático, é doloroso e não fosse o facto de a nossa infertilidade ter sido diagnosticada como “Infertilidade inexplicada”, talvez soubéssemos lidar com ela de uma forma mais pacífica! O nosso problema não tem rosto, não tem voz, não tem cheiro nem tem cor, caminha sozinho e não nos dá alternativas...sem causa, não existe tratamento possível, e isto meus queridos amigos é o que mais nos desgasta! Estima-se que 10% dos casais que sofrem de infertilidade, não têm qualquer problema...isso mesmo, passo a explicar de forma simples. Imaginem, um casal saudável, em que o homem apresenta excelentes resultados nas análises feitas ao esperma, uma mulher com trompas, ovários, endométrio, tudo ok, uma mulher com ciclos menstruais regulares, com níveis normais de hormonas...conseguiram imaginar? Pois bem, só que a gravidez simplesmente não acontece, ou porque não existe fecundação do óvulo, ou porque havendo, não existe a implantação do embrião no útero! Nesta situação, os casais são “catalogados” como casais inférteis por causas desconhecidas ou inexplicadas! É duro...devido a carências financeiras, não nos é possível recorrer a clínicas privadas, e ainda assim o sucesso dos tratamentos não é dado como garantido...o SNS tem feito por nós o que pode, a equipa do serviço de Fertilidade do Hospital de Santa Maria também, mas cada vez somos mais casais a sofrer desta doença e assim sendo, ficamos limitados a listas de espera intermináveis! Vivo a cada 28, 29 ou 30 dias à espera que a natureza me surpreenda, e acredito profundamente que o melhor ainda está para vir...mas, e há sempre um mas...o tempo não para e a vida não espera...os 39 estão quase aí e o SNS fecha-me as portas aos 40...resta-me continuar a acreditar e a viver a cada 28, 29 ou 30 dias...

 

Contagem

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D