Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Corte e costura...

Vivo no presente, o passado está lá atrás, e é lá que pretendo que ele permaneça...o futuro virá e aqui estou eu de braços bem abertos e com um largo sorriso no rosto, ansiosamente à espera de o receber!

Corte e costura...

Vivo no presente, o passado está lá atrás, e é lá que pretendo que ele permaneça...o futuro virá e aqui estou eu de braços bem abertos e com um largo sorriso no rosto, ansiosamente à espera de o receber!

É preciso ter coragem!

Agosto 21, 2013

Sem voltar atrás...

(...) quando a gente gosta é claro que a gente cuida (...)

(Caetano Veloso)

 

 

Ao longo da nossa vida vamos lidando com várias pessoas. É o chamado processo natural para o nosso crescimento enquanto ser humano. Temos a família, os amigos, os melhores amigos, os conhecidos, os colegas, as más companhias, etc. Confiar é um requisito básico para os relacionamentos sejam eles de que origem for.
A minha experiência nesta vida diz-me que devemos estar alerta, devemos ser prudentes quanto ao grau e nível de confiança que atribuímos a alguém. As pessoas aparecem no nosso caminho, na nossa estrada, com um propósito, e quando a determinada altura, a confiança é quebrada, o melhor que temos a fazer é tirar partido da desilusão. Como? Fazendo da dor e do sofrimento mais uma lição de vida! É difícil voltar a confiar em alguém que já nos magoou, mas se pensarmos bem, também nós próprios em alguma fase da nossa vida magoámos e provocámos dor e desilusão em alguém, estou certa? De qualquer das formas é evidente que para voltar a confiar é precisa coragem…e não só, é preciso ter força e fé! Há coisas que por muito que o tempo passe, jamais mudarão, por exemplo a facilidade de confiar em alguém. Eu diria que confio e volto a confiar mesmo depois de desiludida, e porquê? Porque quero, porque preciso e porque prefiro mil vezes voltar a ser magoada por excesso de confiança, do que não confiar em ninguém! No entanto isso não significa que eu seja “mole” ou inerte, estou mais atenta aos sinais, aos detalhes, e sinto-me completamente capaz de voltar a confiar, mas...desconfiando! É isso tudo meninas, eu confio desconfiando e não há nada que se possa fazer quanto a isso! As pessoas que me magoaram e me desiludiram, ensinaram-me a ser assim e a ter esta postura! Ainda bem que a nossa mente diminui a gravidade das coisas, esquece as maiores dores e minimiza os danos no nosso coração e na nossa mente! Se assim não fosse, as pessoas desistiriam de se relacionar. Quanto a mim, continuo a acreditar que é possível voltar a confiar, por mais tortuosos que sejam os caminhos da confiança! Vivam e sejam felizes! Não permitam que a vida vos passe ao lado e lembrem-se, confiar desconfiando!

3 comentários

Comentar post

Contagem

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D