Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Corte e costura...

Vivo no presente, o passado está lá atrás, e é lá que pretendo que ele permaneça...o futuro virá e aqui estou eu de braços bem abertos e com um largo sorriso no rosto, ansiosamente à espera de o receber!

Corte e costura...

Vivo no presente, o passado está lá atrás, e é lá que pretendo que ele permaneça...o futuro virá e aqui estou eu de braços bem abertos e com um largo sorriso no rosto, ansiosamente à espera de o receber!

MISSÃO POSSÍVEL

Junho 17, 2013

Sem voltar atrás...

"Ser pai é aceitar as responsabilidades que ultrapassem o limite de suas forças, mas mesmo arquejado pelo peso que o sufoca se ergue empedernido e supera, sempre lutando e alcança a vitória."

(Ailton Carlos)

 

 

 

(...)A relação padrasto/madrasta - enteado(a) é uma relação a ser construída bem devagar, frequentemente com avanços e recuos. Respeito e amor se conquistam, jamais podem ser exigidos. É necessária paciência, persistência e otimismo. É preciso inteligência e sabedoria para lidar com tentativas de manipulação e controle do enteado(a) de todas as idades. Por um lado, jamais um adulto pode ficar refém de uma criança ou um adolescente. Tal submissão é mau para o adulto e péssima para a criança e o adolescente que automaticamente se percebem todo poderosos e, consequentemente, desprotegidos, por estarem rodeados de adultos frágeis. Por outro lado, confrontos diretos e uso de autoritarismo estão fadados a insucessos(...)

http://www2.uol.com.br/vyaestelar/familias_reconstituidas.htm

 

 

(...)Mesmo não sendo o pai verdadeiro, nada impede que o padrasto construa uma relação de amor com as crianças. O sentimento precisa ser verdadeiro e não forçado. Os enteados precisam se sentir queridos para que possam confiar nessa outra pessoa(...)

http://delas.ig.com.br/qual-e-o-papel-do-padrasto/n1237496372139.html

 

 

1- Cada um no seu lugar
Entenda que não existe um segundo pai e que ninguém deve substituir esse papel único. Não espere ser chamado ou considerado como pai, e nem permita isso, porque esse lugar já tem dono, você deve querer sim ser considerado como um grande amigo, o marido da mãe, um brother. É muito importante que essa hierarquia seja respeitada para o bom funcionamento da família.

2 - Controle o ciúme:
É muito frequente aparecer ciúmes de todos os tipos: do amor, do tempo de dedicação, da atenção, do carinho e da admiração dispensada ao outro. Esse sentimento pode aparecer em qualquer das partes, padrasto, mãe ou filhos. Ele gera concorrência, disputa que pode ser algo oculto a princípio, mas tende a aparecer, pois a insegurança e o medo de perder geram conflitos, ameaças, intrigas, comportamentos de revolta, chantagens emocionais entre outros. É desses conflitos que saem discussões como: "você não é meu pai e não manda em mim", "eu não gosto de você" ou "você é um chato", nesse momento é importante reconhecer que todos têm o seu lugar e importância. Portanto, tome também o seu lugar e reconheça a sua importância.

3- Respeite os espaços de cada um

A construção de uma relação saudável não depende só de você, depende também dos filhos da sua esposa/namorada e dela também. A mulher nesse momento tem o importante papel de mediar à relação entre você e seus filhos para que você respeite o espaço deles e eles respeitem o seu.

4- Respeite para ser respeitado
A fórmula para fazer dessa relação um sucesso é o respeito. Se cada um respeitar o espaço e a importância do outro o convívio será harmonioso e com certeza vai nascer laços de admiração e até de amor entre as partes.

5- Acerte as regras
O padrasto também pode ajudar a esposa a criar as regras básicas de convivência para que cada membro da família possa ter a privacidade garantida, sua intimidade preservada e um convívio saudável, desde o começo da relação, evitando problemas futuros(...)

http://www.defato.com/noticias/3673/dicas-para-ser-um-padrasto-companheiro

 

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Contagem

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D