Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Corte e costura...

Vivo no presente, o passado está lá atrás, e é lá que pretendo que ele permaneça...o futuro virá e aqui estou eu de braços bem abertos e com um largo sorriso no rosto, ansiosamente à espera de o receber!

Corte e costura...

Vivo no presente, o passado está lá atrás, e é lá que pretendo que ele permaneça...o futuro virá e aqui estou eu de braços bem abertos e com um largo sorriso no rosto, ansiosamente à espera de o receber!

ROLETA RUSSA

Dezembro 20, 2012

Sem voltar atrás...

A ansiedade começa a consumir-me...um desesperante silêncio paira no ar, cada um de nós com os nossos pensamentos, os nossos medos, as nossas angústias...compenetrados em nós mesmos, a tentar controlar as emoções. Encosto a cabeça à parede, fecho os olhos e penso nesta angustiante espera, o medo do desconhecido fere o mais profundo de mim, o meu coração palpita mais rápido, a respiração torna-se mais profunda, o corpo mais letárgico...preciso controlar os meus pensamentos...volto a pensar em ti, no que significas para mim, como tudo aconteceu, como nos conhecemos e o meu rosto esboça um terno sorriso, suavizando esta maldita espera que não termina!
O meu rosto continua a sorrir, emocionado, o teu rosto permanece no meu pensamento, a tua voz soa como uma alucinação auditiva, o teu sorriso, ahhh babe...esse teu sorriso alenta a minha tristeza, a minha impaciência, o meu desespero!
Volto a pensar em ti e no meu cérebro ecoa uma frase:
“Ainda bem que te amo e não interessam os porquês...nem tão pouco o que virá”.

 

 

 “Babe, precisas acreditar que tudo vai correr bem, porque eu própria preciso que penses assim, que isto vai passar rápido e que daqui por uns tempos poderemos respirar fundo! Também eu ando impaciente, nervosa, preocupada, angustiada...simplesmente não te mostro a roleta russa em que andam as minhas emoções...porque te Amo e porque não te quero ver ainda mais ansioso! Se quiseres falar, eu estou por aqui...sempre e incondicionalmente, tu sabes disso! Não te julgo, nem condeno por vezes a tua “ausência” e a tua “distância”, estou atenta e presente...e mais uma vez te digo, Amo-te muito! Hoje, sempre e para sempre!”

Contagem

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D