Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Corte e costura...

Vivo no presente, o passado está lá atrás, e é lá que pretendo que ele permaneça...o futuro virá e aqui estou eu de braços bem abertos e com um largo sorriso no rosto, ansiosamente à espera de o receber!

Corte e costura...

Vivo no presente, o passado está lá atrás, e é lá que pretendo que ele permaneça...o futuro virá e aqui estou eu de braços bem abertos e com um largo sorriso no rosto, ansiosamente à espera de o receber!

Super amigo!

Fevereiro 15, 2013

Sem voltar atrás...

A celebração de mais um ano de vida é a celebração de um desfazer, um tempo que deixou de ser, e que não mais existe. É a consciência de aprender tudo o que foi ensinado pelo tempo fora, é a capacidade de escolher novos rumos e traçar novas metas! É tempo de lembrar de todos os erros que foram cometidos para que não mais se repitam.

Se eu pudesse dar-te hoje um presente, seria o respeito por tudo aquilo que é indispensável...para além da família, dos amigos, para além do pão o trabalho e para além do trabalho, a ação! E dar-te-ia ainda tudo o mais que te faltasse...dar-te-ia um segredo...o de encontrares dentro de ti próprio as respostas e as forças para encontrares a saída para tudo o que te assusta e te paralisa! Peço a Deus que te conserve na minha vida no mínimo enquanto eu viver! Sou uma mulher com muita sorte, porque ao longo da vida tens sido muito mais do que apenas o grau de parentesco que nos une...és cunhado sim, mas tem sido pai, mãe, irmão e amigo! Não deixes nunca de seres quem és, afinal de contas é assim que gosto de ti, autêntico e puro!

FELIZ ANIVERSÁRIO CUNHADÃO!

 

Amores, amados, amantes, amigos...

Fevereiro 14, 2013

Sem voltar atrás...

Somos diferentes em muitas coisas, mas encaixamos...e sobretudo, fazemos bem um ao outro!

 

 

“Talvez a lição mais difícil de aprender acerca do amor seja que o amor não se aprende. Treina-se com o tempo, apura-se com a maturidade, mas não se aprende, porque o temos dentro de nós ou não o temos, e quem o tem quase nunca o domina. Podemos saber o que seria certo fazer, mas nem sempre o fazemos. Podemos errar, mesmo quando não queremos. Podemos tratar mal aqueles que amamos sem nos apercebermos. Mas quem ama perdoa ainda que não esqueça, quem ama segue em frente, quem ama não se agarra a desculpas, arregaça as mangas e não desiste, porque o amor verdadeiro é o avesso do medo e a vontade o seu maior aliado. Amar é proteger, é acreditar, é construir, é sonhar com os pés na terra. Amar é planear. E depois trabalhar em conjunto para que os planos e os sonhos se realizem. Nenhum amor sobrevive sem construção, recostado à sombra da bananeira, porque cada história de amor tem a sua própria vida, a tal terceira entidade na qual tanto acredito. Se não cresce e se desenvolve, se não se transforma nem amadurece, acaba por morrer. Para construir é preciso acreditar...”

 

Margarida Rebelo Pinto, em O Amor é outra coisa.

 

Com Amor, a tua babe. {#emotions_dlg.heart}

Feliz Aniversário babe...

Fevereiro 13, 2013

Sem voltar atrás...

"Hoje é o teu dia babe, e se à 1 ano atrás viajaste até ao Porto para passar o teu dia com os Super sogros, hoje passaremos o teu dia (ou parte dele) juntinhos! Eu, tu e a pequena "M". {#emotions_dlg.inlove}

Ontem, eu e ela preparamos uns miminhos para ti, nada de muito importante, eu sei que para ti, estarmos juntos já é o bastante, mas não quis deixar passar este dia sem te fazer uma surpresa, sabes que o dinheiro não é muito e que era impossível esticar-me em presentes, por isso decidi por mãos à obra e oferecer-te umas coisas {#emotions_dlg.gift}...doces, por assim dizer! {#emotions_dlg.happy} Devias ter visto o empenho da "M" ontem à noite...tudo porque hoje é o teu Aniversário babe!

Haveria muito mais a dizer {#emotions_dlg.meeting}, mas desta vez não o quero fazer por aqui...logo á noite digo-te o resto! FELIZ ANIVERSÁRIO AMOR!

Com Amor, a tua babe."

 

  {#emotions_dlg.blink}

QUEM ESPERA DESESPERA Parte I

Fevereiro 06, 2013

Sem voltar atrás...

..."estavas nervoso logo ao acordar, ambos estávamos. Fui deixar a pequena “M” no colégio enquanto ficaste a preparar-te...quando regressei, estavas ao telemóvel com o Dr. “M”, e ainda tavas por vestir. Atrasámos a saída de casa e fomos a voar pela autoestrada. Chegámos em cima da hora e por lá, já te esperava um “batalhão” de jornalistas com o dedo preparado na câmara fotográfica. Alguém te agarrou no braço e te fez entrar por uma outra porta, que não a principal, apenas para evitar a tua exposição! Mas de nada valeu babe, quando chegaste ao átrio, todos se dirigiram para o interior do recinto, no final de contas a presença dos jornalistas só se justificava se conseguissem obter fotos do “objeto” de notícia, que eras tu. Eu cheguei logo a seguir, porque tinha ido estacionar o carro, e o barulho das máquinas a disparar sobre a tua pessoa, ainda ecoa nos meus ouvidos! A “L” estava presente e não me deixou sozinha 1 minuto, o apoio é fundamental, e disso não nos podemos queixar! Apesar das circunstâncias, foi bonito de se ver toda aquela gente que lá esteve para te dar um abraço, uma palavra de conforto, enfim...para te dar algum apoio! Foi ou não foi reconfortante? Eu sei que sim. Uns são amigos, outros conhecidos, mas todos estivemos unidos pela mesma causa, pela justiça e pelo sentimento por ti! Todos vestimos a mesma camisola e todos temos noção, da quão ingrata é toda esta situação! Entrámos para a S.A., e a temperatura no seu interior causou-me um arrepio na espinha...a “L” deu-me a mão e assim permanecemos durante todo o tempo em que prestaste depoimento...ao meu lado estava o “R” que se mostrou ansioso, e atrás de mim a “B”...sim babe...eu reconheci-a, e penso que ela também me reconheceu, mas não importa os motivos que a levaram lá, para mim, foi mais uma colega igual a todos os outros, e que quis estar presente para demonstrar o seu apoio! Tudo bem, é irrelevante essa questão!

Eu sentei-me atrás de ti, ligeiramente do teu lado esquerdo, e conseguia ver-te a “engolir em seco” a cada frase pronunciada...falavas tão baixinho que eram impercetíveis as tuas palavras...conseguia ver a transpiração nas tuas mãos e no teu rosto...consegui ter a perceção do teu nervosismo e ansiedade durante aquelas 2 longas horas em que foste ouvido! Difícil para ti mas demasiado duro para mim...ver-te ali, em pé naquele lugar, de frente para aquelas pessoas que nada sabem sobre ti, sobre a tua vida, sobre as tuas dificuldades e frustrações, pessoas essas que nada sabem acerca do homem que és...do maravilhoso homem que és! Enfim, eles apenas estiveram a fazer o papel para o qual foram escolhidos!

O meu coração esteve apertadinho durante todo o tempo e nem a hora de almoço me aliviou, não deves ter percebido, mas durante a tarde senti-me enjoada, com vontade de vomitar, completamente nauseada, depois disso vieram as dores no corpo, nas pernas, como se tivesse feito uma corrida em passo acelerado durante 15 minutos! Como te disse atrás, foi demasiado duro para mim, ver-te exposto daquela forma, sentir que eras um alvo tão fácil para as câmaras dos jornalistas e para os curiosos que estiveram no local...olhar para ti com o teu 1,90 e sentir-te apenas a um palmo do chão...foi penoso babe, tremendamente penoso!

A primeira sessão já está, a próxima ficou marcada para dia 26, e nós lá estaremos, resta aguardar serenamente...

Com amor, a tua babe."

 

INCONDICIONALMENTE

Fevereiro 04, 2013

Sem voltar atrás...

..."começa amanhã né babe? Tens andado inquieto e ansioso, a dormir mal e com o pensamento a vaguear algures entre tudo o que te preocupa, mas eu não ando melhor babe...tu sabes disso! Ultimamente já vais falando mais da situação, mas sempre de uma forma pouco expressiva, tu és assim por natureza, e eu não tenho a pretensão de alterar essa tua característica. Aquilo que eu quero que saibas é que estou contigo incondicionalmente e que tudo o que advém da situação, faz-me sofrer a mim também...não adianta pedires-me que não me preocupe, como se isso fosse possível, preocupo-me sim, também tu te preocuparias se estivesse eu no teu lugar, certo?

Posso não conseguir sentir o que tu sentes, até porque mesmo que eu quisesse, não consigo colocar-me na tua pele, mas a ansiedade e o nervosismo são em tudo idênticos e não dá para separar as águas, tentar pensar noutra coisa e deixar simplesmente o passar dos dias tomar conta daquilo que sinto...lamento babe, mas não consigo, nem quero, tu és demasiado importante para mim e eu não consigo ter essa frieza! Por isso, vamos esperar pelo dia de amanhã, o mais serenos que nos for possível...e depois, esperar pelo resto...e quando tudo tiver passado, viramos a página, sorrimos muito, sem grandes comemorações, mas com grandes manifestações de alegria e de paz...sim, acho que é isso que nós, mas principalmente tu precisas, PAZ!

Com Amor, a tua Babe."

 

JÁ AGORA...

Fevereiro 01, 2013

Sem voltar atrás...

Diálogo logo pela manhã, enquanto fumava o habitual cigarro depois do café...p'ra começar bem o dia (só pode)...

 

 

T.C.: "Já com um prego nas mãos?"

Eu: "Bom dia (de sorriso irónico nos lábios)!"

T.C.: "Epá tu fumas muito!"

Eu: "(TU? Tu? Mas andámos à escola juntos, foi?) Acha? Olhe que nem por isso (com uma vontade enorme de o mandar à Srª sua mãe)!"

T.C.: "(continuando a insistir) fumas o quê...2 ou 3 maços por dia?"

Eu: "(prestes a explodir) já lhe disse...olhe que nem por isso!"

T.C.: "Deves ter esses pulmões todos negros..."

Eu: "(a sentir o sangue a ferver nas veias) ou não (e...fim de conversa)!

 

 

Ninguém merece! Os pulmões são meus, o dinheiro que gasto em tabaco é meu, e os malefícios para com a minha saúde são da minha inteira responsabilidade! É que não me faltava mesmo mais nada senão um tipo que pouco ou nada sabe da minha vida, pôr-se a opinar acerca do meu vício...essa agora! Logo eu, que na  lista de coisas que mais me dão prazer, o cigarrito vem em 2º lugar! Fodias-te!

 

 

Pág. 2/2

Contagem

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D