Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Corte e costura...

Vivo no presente, o passado está lá atrás, e é lá que pretendo que ele permaneça...o futuro virá e aqui estou eu de braços bem abertos e com um largo sorriso no rosto, ansiosamente à espera de o receber!

Corte e costura...

Vivo no presente, o passado está lá atrás, e é lá que pretendo que ele permaneça...o futuro virá e aqui estou eu de braços bem abertos e com um largo sorriso no rosto, ansiosamente à espera de o receber!

Liberdade!

Junho 29, 2012

Sem voltar atrás...

 

"Arde...arde...sincero silêncio
a liberdade só tem um momento...

Arde...à vontade, alta procura...
fica a saudade, ai que não tem cura...

Canta...canta, a chama da vida
que a liberdade esta quase perdida...

Canta à vontade, alto e bem sem medo
é a saudade quem guarda o segredo...

Calma...a calma que já se avizinha...

é a liberdade voltando sozinha...

Vem à vontade que eu espero acordado
tenho a saudade...ai sempre do meu lado..."

 

(RESISTÊNCIA)

EU SEI...

Junho 29, 2012

Sem voltar atrás...

“Haja o que houver
eu estou aqui
haja o que houver
espero por ti
Volta no vento
Ó meu Amor

Volta depressa
por favor...
Há quanto tempo já esqueci
Porque fiquei
longe de ti...
Cada momento
é pior
Volta no vento
por favor!

Eu sei, eu sei
Quem és para mim
Haja o que houver
volta para mim”...

 

(Pedro Ayres magalhães)

 

ILHA DE SARK

Junho 28, 2012

Sem voltar atrás...

"Um dia…ahhhh babe, um dia levo-te para esta ilha…mas hoje não é o dia!!!"

 

 

A ilha de Sark é uma ilha pertencente ao grupo de Ilhas do canal, que pertence administrativamente ao bailiwick de Guernsey. Possui 6,40 km² e uma população de 610 habitantes (2002). A população fala o Inglês ou um dialeto normando (sercquiais ou sark-francês). É considerado o último território europeu com um sistema feudalista  alvo de discussão política em 2008.

 

 

Não são permitidos carros, os únicos meios de transportes são veículos conduzidos por cavalos, bicicletas, tratores. A ilha está dividida em duas partes: Little Sark e Greater Sark.

 

 

 

A MINHA MEDIDA!

Junho 25, 2012

Sem voltar atrás...

Sexta feira, após ter chegado a casa dos Super pais para ir buscar a pequena "M", eis que tinha uma Super surpresa à minha espera...o Super "J", o Super babe, o meu Amorzão, o meu homem...estava à minha espera sem que eu tivesse conseguido prever a sua chegada! São daquelas surpresas que valem por todo o tempo longe dele...soube-me pela vida! À noite quando caímos à cama e nos enroscamos em "conchinha", foi este o diálogo:

 

Babe: "Hummm, encaixamos tão bem um no outro..."

Eu:     "Já sentia falta de te ter aqui..."

Babe: "Não aguentava mais estar longe de ti amor..." (suspirei e apertei ainda mais os seus braços)

 

...e assim adormeci...com a profunda certeza que sou amada pelo babe...mas melhor ainda, de que o amo muito mais do que algum dia julguei ser possível! (...sim...continuo apaixonada...)

 

Uma questão de sorte...também!

Junho 25, 2012

Sem voltar atrás...

“Sou uma mulher com dificuldade em tomar decisões difíceis...mas quando as tomo deixa de haver lugar para arrependimentos!”

 

Existem decisões e tomadas de posição, que passam apenas por nós, embora possa haver uma certa influência de terceiros ou fatores externos, quando é chegada a hora de avançar (ou ficar paralisado se for o caso), devemos esse ato apenas à nossa consciência! Regra geral, e no que toca à minha vidinha, devo dizer que as decisões mais acertadas que tomei até hoje, foram aquelas tomadas por impulso, sem pesar em demasia os prós e os contras!

Tudo tem o reverso da medalha, e não podemos exigir de nós próprios o sacrifício de tentar acreditar, ou cair na ilusão, de que tudo correrá como planeámos...os imprevistos acontecem a todo o instante, e o bom da vida é isso mesmo! O inesperado dá-nos a chance de pôr à prova o nosso jogo de cintura, de testar os nossos limites e capacidades de lidar com uma ou outra situação pela qual nunca pensaríamos vir a passar. As dificuldades ultrapassadas são a prova de que estamos vivos e dá um sabor sem igual a tudo o que se nos depara pelo caminho, e com as quais não estávamos a contar! Quem disse que é mau ter dificuldades? Indecisões...quem disse que é mau ter dúvidas e sentir-se tantas vezes sem saber qual o caminho a seguir? Saber decidir, ou ficar sem nada fazer, é sinónimo de maturidade, ainda que tantas vezes exista um qualquer arrependimento por ter virado à esquerda ou à direita e não ter seguido para a frente ou voltado para trás...a vida foi-nos concedida para viver, e tropeçar, faz parte dessa grandiosa experiência!

Arrependimentos? Sim...também tenho os meus, decisões mal tomadas? Também...e depois? Qual é o drama? De que forma é que tudo isso me impediu de avançar e crescer? Simples...não impediu, porque embora nem sempre eu tivesse tido a noção do que era certo ou errado, sempre tive a profunda convicção que era chegada a hora de tomar esta ou aquela posição, e se em determinadas alturas eu tive a certeza que aquele não era o caminho que deveria ter seguido, pelo menos ficou a lição e a certeza que aquele atalho, não mais voltaria a ser pisado pelos meus pés!

Existe algo que deve ser sempre tido em conta, o fator sorte! Muitas vezes os acontecimentos passam um bocadinho por ela...acreditem ou não, ela faz parte e espreita a cada canto!

“Não existe mal algum em teres dúvidas babe...em teres medo de decidir...apenas não te deixes paralisar pela indecisão...eu estarei por aqui...sempre...

(...) nem que eu morra aqui...homem tu sabes o quanto eu te amo...o quanto eu gosto de ti...”

 

LADO A LADO!

Junho 20, 2012

Sem voltar atrás...

"O que o labirinto ensina não é onde está a saída, mas quais são os caminhos que não levam a lugar algum."

 (Norberto Bobbio)

 

 

"Eles são muito diferentes. Opostos, eu diria. Mas têm algo em comum. A liberdade. O desapego. O medo da entrega. Quem sabe ficando juntos encontram uma solução. Bem que podia...ela sempre pensou assim: “Para ficar do meu lado tem que ser melhor que minha própria companhia. Eu tenho que o admirar.” E ele me parece um pedaço daquilo que a vida tem de mais charmoso. Ele não faz planos ou promessas...ele é diferente."

 

(Texto retirado do Blog "Danielites")

Turning Tables

Junho 20, 2012

Sem voltar atrás...

“Close enough to start a war,
All that I have is on the floor,
God only knows what we're fighting for,
All that I say, you always say more,

I can't keep up with your turning tables,
Under your thumb, I can't breathe,

So I won't let you close enough to hurt me,
No, I won't ask, you to just desert me,
I can’t give you what you think you gave me,
It's time to say goodbye to turning tables,

To turning tables,

Under hardest disguise I see, ooh,
Where love is lost, your ghost is found,
I braved a hundred storms to leave you,
As hard as you try, no, I will never be knocked down,

Next time I'll be braver,
I'll be my own savior,
When the thunder calls for me,
Next time I'll be braver,
I'll be my own savior,
Standing on my own two feet,

 

I can't keep up with your turning tables,
Under your thumb, I can't breathe,

I won't let you close enough to hurt me,
No, I won't ask, you to just desert me,
I can't give you what you think you gave me,
It's time to say goodbye to turning tables,
To turning tables,
Turning tables, yeah,
Turning, oh...

 

(TURNING TABLES - ADELE)

 

FADA DO LAR MAS POUCO...

Junho 19, 2012

Sem voltar atrás...

Tenho andado nestes últimos dias sem paciência, ou então (chamem-lhe o que quiserem), com uma grande dose de preguiça em cima do lombo! Verdade...pouco ou nada tenho feito em casa, passei o fim semana sem a pequena “M” e sem o Super “J”, podia ter aproveitado e ter feito da balburdia que está a minha casa, um lar um bocadinho mais aconchegante, mas pura e simplesmente não consegui mexer uma palha...nem para fazer as refeições! A roupa por passar, amontoa-se no canto da sala, e o resto...bem nem vou começar a falar...tenho feito os mínimos...e não me sinto nada bem assim! Estarei a entrar nalgum tipo de fase depressiva, ou será apenas do tempo quente que me deixa mole e sem vontade de me levantar do sofá? Quando o babe está por cá, a minha energia é outra, tenho vontade de fazer as coisas e não paro quieta...quando ele não está, fico assim...parva!

As férias estão quase quase a chegar, e em boa verdade vos digo, se não fizer o que tenho a fazer nestes próximos dias, não será nas férias que o farei! Resta-me aguardar que a energia e a vontade de me mexer voltem depressa...

Euzinha...

Junho 19, 2012

Sem voltar atrás...

“I’m selfish, impatient and a little insecure. I make mistakes, I am out of control and at times hard to handle. But if you can’t handle me at my worst, then you sure as hell don’t deserve me at my best." — (Marilyn Monroe)

 

Pág. 1/3

Contagem

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D