Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Corte e costura...

Vivo no presente, o passado está lá atrás, e é lá que pretendo que ele permaneça...o futuro virá e aqui estou eu de braços bem abertos e com um largo sorriso no rosto, ansiosamente à espera de o receber!

Corte e costura...

Vivo no presente, o passado está lá atrás, e é lá que pretendo que ele permaneça...o futuro virá e aqui estou eu de braços bem abertos e com um largo sorriso no rosto, ansiosamente à espera de o receber!

A natureza de cada um...

Abril 24, 2012

Sem voltar atrás...

“Não darei veneno a ninguém ainda que me o peça, nem lhe sugerirei tal possibilidade. “(HIPOCRATES)

 

Algo que infelizmente existe no mundo e nas pessoas, é a ideia absurda de que os outros não nos compreendem. Como se tudo aquilo que nos amedronta, ou até mesmo que amedronta os outros, fosse um assunto tabu! As pessoas partem do pressuposto que o outro/a não irá entender esta ou aquela situação, por isso mesmo mantêm em total secretismo, situações que talvez até pudessem ser aceites (com mais ou menos dificuldade), e compreendidas! Ao invés disso, as pessoas resumem-se ao silêncio…silêncio esse que fere…que destrói a confiança…que mata! A maioria das pessoas não dá possibilidade de escolha ao outro/a, de querer e tentar lidar com a situação de forma mais ou menos pacífica, e por consequência a aceitação do ato em si, por mais complicado que pudesse ser! Não, vale mais ocultar e pensar que o outro/a, não saberá de nada, e assim…está tudo certo, está tudo bem e no seu devido lugar! Só que nem sempre é assim…
Dificilmente aceitamos os erros dos outros, mas queremos que os nossos erros sejam entendidos e desculpados.  Afinal de contas “nós”, nunca erramos, apenas nos equivocamos, ou esquecemos de contar coisas que seriam importantes o outro/a ter conhecimento, certo? (profundamente irónica…para as mentes mais apagadas!) Se desejamos ser tratados com respeito e consideração, deveremos agir da mesma forma. O ser humano parece ter esquecido que pequenas ações fazem toda a diferença! É a natureza de cada um que dita as posturas com que encaramos a vida! 

"A palavra deixou de ter conteúdo e de ter qualquer coisa dentro, é pronunciada com uma leviandade total." (JOSÉ SARAMAGO)

É mais forte do que quero acreditar...

Abril 24, 2012

Sem voltar atrás...

 

"Tens que largar a mão
P'ra eu sair de pé
Sou o teu anjo e não me vês
Na parte calma do que és

 

Tens que largar a mão
E sair de pé
Sou o teu anjo a procurar
A parte quente do que vês

 

Mas há portas por fechar
Com o chumbo a prender
É mais forte do que quero acreditar
E se tudo vai com o vento a escorrer
Não sou eu quem vai lutar agora

 

Se eu não for quem vai ser
Se eu não for quem vai
Ter o teu melhor
Se eu não for quem vai seguir a tua mão
E levar-te com o sol
Eu sei

 

Vais aprender a olhar quando a dor vier
Vais aprender a desvendar a parte fraca do que és
P'ra descobrir depois quando a luz voltar
Tens um jardim a procurar
Que precisa de saber
Quanto tempo vai durar
Este muro a prender
É mais forte do que queres acreditar
E se tudo vai com o vento a escorrer
Não sou eu que vai lutar agora

 

Se eu não for quem vai ser
Se eu não for quem vai
Ter o teu melhor
Se eu não for quem vai seguir a tua mão
E levar-te com o sol
Eu sei"

 

(Tiago Bettencourt - Tens que largar a mão)

Contagem

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub