Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Corte e costura...

Vivo no presente, o passado está lá atrás, e é lá que pretendo que ele permaneça...o futuro virá e aqui estou eu de braços bem abertos e com um largo sorriso no rosto, ansiosamente à espera de o receber!

Corte e costura...

Vivo no presente, o passado está lá atrás, e é lá que pretendo que ele permaneça...o futuro virá e aqui estou eu de braços bem abertos e com um largo sorriso no rosto, ansiosamente à espera de o receber!

A VERDADE DA MENTIRA!

Março 14, 2012

Sem voltar atrás...

 

Lindo que é o AMOR entre as pessoas...perfeitas algumas relações! “Eles/elas fingem que as/os amam, e elas/eles fingem que acreditam!”

É impressionante a quantidade de casamentos que sobrevivem à custa de “engolir” sapos, de olhar para o lado e fingir que não se vê o que está mal, de fazer de conta que não se passa nada, e continuar a vida como se estivesse tudo bem, de fazer ouvidos de mercador para minimizar uma ou outra situação que não está mal…está péssima! E tudo porquê? Porque existem homens e mulheres que estão dispostos a qualquer custo, seja qual for o preço a pagar, para preservar um casamento ou uma união de facto (whatever), esquecendo tudo o que os atormenta e lhes provoca dor e sofrimento! Valerá a pena no final de contas? Que tipo de pessoas são essas que estão dispostas a passar por humilhações, por momentos de angustia, de solidão, que pessoas são essas que permitem que o outro/a lhes pise o orgulho e a dignidade…oh céus, existem pessoas que deixam de viver as suas vidas, que deixam de ser quem sempre foram, que perdem através do tempo os valores e os princípios que um dia, as caraterizaram enquanto seres humanos!

Eu não estou a falar apenas de violência doméstica, estou a falar também das mentiras que convivem lado a lado com as pessoas, estou a falar das omissões vividas entre 4 paredes, falo de sentimentos oprimidos, de palavras que ficam por dizer, por conversas que nunca são tidas, por medo da reação do outro/a, pelo "diz que disse" que nunca é tirado a limpo, pelas dúvidas que permanecem, pelas incertezas e inseguranças que aos poucos vão corroendo a alma das pessoas…ahhhhh...mais uma vez pergunto, valerá a pena no final de contas? Será justo? Será preferível passar por tudo isto mas conseguir manter intacto e “imaculado” um casamento, uma família, ou será mais justo assumir as coisas como elas são e...que se dane...PUMM...KAPUTTT...dar um xuto em tudo o que nos parece mais confortável, deixar de viver uma vida de mentira para passar a viver uma vida de verdade? Cada um é como cada qual, e eu muito honestamente, em determinada altura da minha vida, assumi que aquela, não era a minha vida, que aquela, não era a vida que eu queria viver! E se bem o pensei, melhor o fiz...a vida é feita de opções, de mudanças de rumos, de escolhas de caminhos, de tomadas de posições, eu fiz a minha, e se voltasse atrás, faria tudo igual...se me arrependo? Sim...de não ter tomado aquela decisão mais cedo! Eu poderia ter fingido que estava tudo bem (afinal de contas e pelo que me foi dito, as coisas estavam mal apenas para mim), poderia ter sacrificado a minha vida em prol do casamento e do bem-estar da família...não tive essa capacidade, eu não consigo ser assim, e apesar de me considerar uma mulher com dificuldades em tomar decisões difíceis, quando as tomo, não recuo! Fiz isso no passado, e voltarei a fazer no futuro, se preciso for! Deixar de ser quem sou, ou olhar para o lado e fingir que está tudo bem (quando sentir que está tudo mal), engolir sapos, suportar mentiras e omissões, pisar em mim e no meu orgulho apenas para preservar um casamento…não! Depressa dou um outro rumo à minha vida, tudo para me sentir melhor e não ser sufocada pela mentira em que se tornariam os meus dias!

“…quando salto é de cabeça, e quando sigo em frente não olho para trás!

 

Contagem

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D