Quarta-feira, 21 de Junho de 2017

Vidas em suspenso...

mw-860.jpg

 

"Se a vida não tem preço, nós comportamo-nos sempre como se alguma coisa ultrapassasse, em valor, a vida humana... Mas o quê?"

(Antoine de Saint-Exupéry)

 

Ainda a propósito da imensa tragédia que assola o nosso país desde sábado...quero deixar um profundo pesar e um profundo respeito pelos homens e mulheres que vivenciaram de perto esse monstro que devorou tudo por onde passou!

Aos familiares que perderam os seus Amores, que perderam os seus entes Queridos, aos feridos que ficarão para sempre com as marcas físicas desta tragédia, aos sobreviventes que perderam tudo, os projectos de uma vida, as suas terras, os seus animais, as suas casas, aos bombeiros, aos militares, às forças de segurança, aos elementos da protecção civil e civis presentes no terreno deixem-me que vos dirija a minha palavra...quanto tempo levarão vocês a esquecer (se for possível esquecer), a apagar da memória, dos vossos corações e das vossas almas o tamanho horror que viram os vossos olhos? O fogo extingue-se, apaga-se e as florestas cedo ou tarde voltam ao seu curso normal, a natureza há-de encarregar-se de fazer bem o seu trabalho, as casas voltarão a erguer-se, os projectos voltarão a fazer-se...mas e vocês? Por quanto tempo viverão vocês com as vossas vidas em suspenso? Por quanto tempo dormirão em sobressalto e quantas noites passarão em branco? Quantas vezes fecharão os vossos olhos e na imensa escuridão terão presente os momentos de aflição?  Quantas vezes chorarão no silêncio, por não terem conseguido salvar quantos vocês gostariam?

Eu, que estive fisicamente longe dos acontecimentos mas que acompanhei de perto a situação através dos meios de comunicação social e redes sociais, não consegui ficar indiferente...o horror tomou conta do meu pensamento e durante 2 noites o meu sono foi interrompido pelo pesar que sentia no meu coração!

Não consigo imaginar a dor e o sofrimento das vítimas nem das famílias dos que partiram, não consigo imaginar o "peso" que os combatentes do fogo carregarão nas suas vidas, mas há algo que eu sei...que a vida é breve, que esta tragédia atingiu o mais profundo de cada um de nós, que por mais tempo que passe as marcas irão perdurar... mas acima de tudo sei que por cada vida perdida, a floresta renascerá das cinzas para lembrar a sua imponência!

 

"A tragédia da morte consiste em que ela transforma a vida em destino."

André Malraux

 

 
publicado por Sem voltar atrás... às 13:38

link do post | Falem... | favorito
|

.Eu vivo... Sinceramente eu vivo! Quem sou eu? Bem, isso já é pedir demais...

.pesquisar

 

.Junho 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.Portas abertas...

. Vidas em suspenso...

. Manuel de sobrevivência p...

. Francamente cansada...

. O MILAGRE DA VIDA - Parte...

. O MILAGRE DA VIDA - Parte...

. Em contagem decrescente.....

. O MILAGRE DA VIDA - Parte...

. O MILAGRE DA VIDA - Parte...

. FILHOS DA MADRUGADA

. Momento zen do dia...

.Sinais do tempo...

. Junho 2017

. Maio 2017

. Janeiro 2017

. Abril 2016

. Fevereiro 2015

. Outubro 2014

. Agosto 2014

. Junho 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

.Contagem