Quarta-feira, 29 de Janeiro de 2014

Incontrolável...se verdadeiro!

"...o amor quer-se fresco, tal qual o peixe na lota. O amor tem de saber a mar, a terra húmida depois da chuva, a leite do dia à porta de casa. O amor tem de ser também do dia porque, se assim não for, acontece-lhe o mesmo que à manteiga quando está há muito tempo no frigorífico: fica rançosa. E o amor não se quer rançoso - não quer não - e por isso quem ama ou já amou ou ainda virá a amar mas ainda não sabe disso, facilmente saberá que mesmo nos dias de maior calor, o amor - tal como o fogo - não pode nunca ser congelado. Quando muito pode extinguir-se, apagar-se com umas mangueiradas de água, agora congelar para servir mais logo, não creiam nisso. O amor quer-se de vez, e quando se dá, vai por ali a eito, lavrando encostas, galgando montes, galopando por entre os cabelos. O amor é um incêndio que os bombeiros não conseguem controlar. E quando o chefe da corporação diz que ele não está circunscrito, para mim é sobre o amor que fala em forma de fogo. O amor é um incêndio sim, incontrolável sim, se verdadeiro, nunca será circunscrito!"

 

http://coisasdamariarita.blogs.sapo.pt/

 

Estou...:
publicado por Sem voltar atrás... às 15:24

link do post | Falem... | favorito
|
6 comentários:
De libel a 29 de Janeiro de 2014 às 17:53
é tudo isso sim senhor. incontrolavelmente assustador para qualquer bombeiro que se preze. ...e não só...
De Maria Rita a 29 de Janeiro de 2014 às 20:42
:))
De Sem voltar atrás... a 30 de Janeiro de 2014 às 10:17
Maria Rita, desculpa o "furto", mas não consegui deixar de partilhar as tua palavras!
De Maria, quem és tu? a 30 de Janeiro de 2014 às 22:09
Belo texto. O amor não se quer nada rançoso, nada mesmo.
De Sem voltar atrás... a 31 de Janeiro de 2014 às 12:16
De Joana a 4 de Fevereiro de 2014 às 21:35
Gostei tanto do que li!
Boa semana

Comentar post

.Eu vivo... Sinceramente eu vivo! Quem sou eu? Bem, isso já é pedir demais...

.pesquisar

 

.Junho 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.Portas abertas...

. Vidas em suspenso...

. Manuel de sobrevivência p...

. Francamente cansada...

. O MILAGRE DA VIDA - Parte...

. O MILAGRE DA VIDA - Parte...

. Em contagem decrescente.....

. O MILAGRE DA VIDA - Parte...

. O MILAGRE DA VIDA - Parte...

. FILHOS DA MADRUGADA

. Momento zen do dia...

.Sinais do tempo...

. Junho 2017

. Maio 2017

. Janeiro 2017

. Abril 2016

. Fevereiro 2015

. Outubro 2014

. Agosto 2014

. Junho 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

.Contagem