Terça-feira, 5 de Março de 2013

O timing certo!

Já aqui referi em post’s anteriores que eu tenho a vida que escolhi, sim, a vida que EU ESCOLHI! Nunca permiti que fosse a vida a escolher por mim, nunca me entreguei aos facilitismos com que tantas vezes me deparei, nunca me entreguei ao conformismo, nunca enveredei pelo caminho mais fácil, nunca optei pelas opções mais confortáveis e mais seguras! Se o tivesse feito, talvez me tivesse poupado a mim própria de momentos de angústia e indecisão (porque também os tive e porque faz parte), talvez tivesse chorado menos, sofrido menos! Não foi a vida que quis assim, fui eu! A vida facilitou-me sempre o caminho, comecei a trabalhar cedo, com apenas 16 nos, e desde aí nunca mais parei. Não sei o que é estar em filas do centro de emprego, não sei o que é receber o subsídio de desemprego, não sei o que é precisar de dinheiro ou para pagar contas ou para os meus caprichos! Estive sempre rodeada daqueles que mais amo, sempre com o total apoio para as escolhas tomadas por mim, e esse facto impulsionou-me sempre para ir mais além! Ao longo do tempo, e desde muito cedo me senti invadida por uma sensação de “insatisfação”...nunca soube muito bem explicar o que me faltava, nem o que queria, mas o facto é que ao fim de algum tempo de permanecer no mesmo emprego, normalmente a fazer coisas que até gostava, começava a dar sinais de desgaste emocional, daí a procurar outro emprego que me desse uma outra satisfação, era um saltinho! A coisa mantinha-se em altas durante um período de tempo, até que a determinada altura, voltava a sentir-me igual, insatisfeita, incompreendida, enfim, uma “tosca”, porque afinal de contas, não me faltava nada!

Nesta fase da minha vida, não me posso dar ao luxo de “saltitar” de emprego como o fazia à uns anos atrás, mas sinceramente, isto está a começar a mexer-me com os nervos...já ponderei a possibilidade de pedir uma transferência para um local um “nadica” mais perto de casa, mas aí, valores mais altos se levantam, a pequena “M” e o facto de não ter qualquer tipo de apoio e estrutura familiar por perto, que me permita trabalhar por turnos, a mim e ao Super “J”. Dependo do babe, só o tenho a ele, e ele, só me tem a mim...temos que conciliar os horários para que a piolha consiga ter um horário mais ou menos normal, de entrada e saída do colégio, se não for assim, estamos os dois literalmente F*****, já para não falar na instabilidade criada nas rotinas da piolha se assim não fosse! Para isso, contamos com o jogo de cintura um do outro, e deixem-me que vos diga, que a coisa funciona muito bem! O que eu gostava mesmo? De ter o conforto do horário e das folgas nas Caldas da Rainha, que tenho aqui em Lisboa...ahhhhhhhh, isso era ouro sobre azul, era a cereja no topo do bolo! Mas como em tudo na minha vida, vou ter que esperar pelo timing certo, a piolha ainda é pequenita...vou esperar que ela tenha mais uns anitos, e aí, dou o salto...definitivamente é isso que farei!  

A Babe.

 

 

“Porque não há liberdade maior do que a que nos permite ser e viver segundo a nossa vontade! “

(SVEVA CASATI MODIGNANI – Em “6 de Abril 96”)

Estou...:
publicado por Sem voltar atrás... às 12:28

link do post | Falem... | favorito
|

.Eu vivo... Sinceramente eu vivo! Quem sou eu? Bem, isso já é pedir demais...

.pesquisar

 

.Junho 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.Portas abertas...

. Vidas em suspenso...

. Manuel de sobrevivência p...

. Francamente cansada...

. O MILAGRE DA VIDA - Parte...

. O MILAGRE DA VIDA - Parte...

. Em contagem decrescente.....

. O MILAGRE DA VIDA - Parte...

. O MILAGRE DA VIDA - Parte...

. FILHOS DA MADRUGADA

. Momento zen do dia...

.Sinais do tempo...

. Junho 2017

. Maio 2017

. Janeiro 2017

. Abril 2016

. Fevereiro 2015

. Outubro 2014

. Agosto 2014

. Junho 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

.Contagem