Terça-feira, 16 de Outubro de 2012

LEMBRA-TE DE MIM!

 

"Entrei numa casa fria
De portadas entreabertas
Espreitei a ver se te via
As ruas estavam desertas...

Os amores já terminados
São ausência, fazem mal
Não me esqueço do recado
Nem de um gesto ocasional...

Ao notares que estou mais velho
Passa por mim devagar
Quando te olhares a um espelho
Também tu irás notar

Lembra-te de mim...

Os rostos p´ra quem os viu
Já não são como eram dantes
Percorro as margens de um rio
Há já séculos, há instantes...

Vivo de vagas memórias
Onde te espero encontrar
São derrotas, são vitórias
Quero agora descansar..."

 

(João Pedro Pais - Lembra-te de mim)

publicado por Sem voltar atrás... às 13:50

link do post | Falem... | favorito
|

.Eu vivo... Sinceramente eu vivo! Quem sou eu? Bem, isso já é pedir demais...

.pesquisar

 

.Junho 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.Portas abertas...

. Vidas em suspenso...

. Manuel de sobrevivência p...

. Francamente cansada...

. O MILAGRE DA VIDA - Parte...

. O MILAGRE DA VIDA - Parte...

. Em contagem decrescente.....

. O MILAGRE DA VIDA - Parte...

. O MILAGRE DA VIDA - Parte...

. FILHOS DA MADRUGADA

. Momento zen do dia...

.Sinais do tempo...

. Junho 2017

. Maio 2017

. Janeiro 2017

. Abril 2016

. Fevereiro 2015

. Outubro 2014

. Agosto 2014

. Junho 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

.Contagem