Terça-feira, 11 de Setembro de 2012

RAZÃO VS EMOÇÃO!

A vida torna-se particularmente difícil, quando nos sentimos impotentes para reagir perante uma situação, que por diversos motivos nos é colocada no nosso trilho por força das circunstâncias, ou simplesmente por influência de terceiros! O que não tem remédio, remediado está, costuma o povo dizer, pois eu não concordo na totalidade com essa afirmação! Se uma situação não tem solução, e na maior parte das vezes, o melhor mesmo é virar costas e seguir em frente, existe sempre o outro lado, em que podemos criar e reunir as condições, para que semelhante situação não torne a acontecer!

Custa-me acreditar e tenho sérias dificuldades em aceitar que uma situação não pode jamais ser invertida...não falo de doenças nem de morte, não falo de necessidades básicas nem de carências extremas...falo de coisas do dia-a-dia, falo de alegrias e de tristezas, falo de coisas que dependem única e exclusivamente de nós próprios, da nossa vontade e predisposição de aceitar de uma forma um bocadinho mais positiva, o que se nos apresenta como uma tragédia ou um problema de difícil resolução!

Sim, é verdade que eu não tenho fórmulas secretas nem milagrosas, nem muito menos sou possuidora de conhecimentos de mágica para dar o exemplo seja do que for para resolver pequenos “conflitos”...e sim, é verdade que eu também me indigno, tenho acessos de fúria e de raiva, deixo coisas por fazer e por dizer muitas vezes por preguiça ou inércia, e que também perco as estribeiras, afinal de contas, eu sou como as pessoas, sou humana sabem...mas existe algo que eu tenho, um peso e uma medida, o que hoje para mim é errado ou menos favorável às minhas convicções, amanhã continuará a sê-lo...sempre gostei do azul, e sempre irei gostar, mesmo que essa seja a cor do clube de futebol que eu menos aprecio...quando era pequena adorava comer “sugos”, hoje continuo a gostar, aos 15 anos adorava ouvir Mafalda Veiga, hoje continua a ser a minha cantora preferida! Poderia enumerar um sem fim de exemplos práticos que fazem de mim a mulher que eu sou hoje, mas o importante é que aquilo em que eu acredito hoje, não me fará mudar amanhã enquanto ser humano, e que quando eu digo um não, é mesmo um não, e que quando eu digo um sim, é esse mesmo o significado! Não sou mulher de expressar o que sinto através de meias palavras nem de rodeios, sou prática e direta na forma de dizer as coisas e se muitas vezes fico magoada quando o fazem também comigo, talvez isso seja um sinal, ou então a prova de que talvez nunca ninguém o tenha sido anteriormente!

“Obrigado por seres tu próprio, sinto o maior orgulho do homem que és, terás sempre o mais profundo respeito e admiração da minha parte!

Orgulho-me de ter-te do meu lado, e embora tantas sejam as vezes em que eu não desço do salto, aqui fica aquilo que eu sei, não precisas que eu te diga, mas que neste momento eu preciso de o dizer...tens razão!”

 

Estou...:
publicado por Sem voltar atrás... às 15:42

link do post | Falem... | favorito
|

.Eu vivo... Sinceramente eu vivo! Quem sou eu? Bem, isso já é pedir demais...

.pesquisar

 

.Junho 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.Portas abertas...

. Vidas em suspenso...

. Manuel de sobrevivência p...

. Francamente cansada...

. O MILAGRE DA VIDA - Parte...

. O MILAGRE DA VIDA - Parte...

. Em contagem decrescente.....

. O MILAGRE DA VIDA - Parte...

. O MILAGRE DA VIDA - Parte...

. FILHOS DA MADRUGADA

. Momento zen do dia...

.Sinais do tempo...

. Junho 2017

. Maio 2017

. Janeiro 2017

. Abril 2016

. Fevereiro 2015

. Outubro 2014

. Agosto 2014

. Junho 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

.Contagem