Sexta-feira, 24 de Agosto de 2012

Escolhas e consequências!

 

Tudo que fazemos tem consequências, inclusive o nosso comportamento moral, embora seja difícil dizer quanto tempo leva para uma consequência se manifestar, de uma maneira ou de outra, ela vai aparecer sempre. O ser humano não escolhe estar numa situação específica, mas as escolhas determinam a situação em que se encontra. O poder da escolha transfere parte da responsabilidade e do controle às pessoas, o que provoca ansiedade. Fiquem quietas  e tudo se resolverá! Manifestem-se e pagarão o preço. Mas serão mesmo verdade estas afirmações? Não creio...as escolhas são inevitáveis, e sempre haverá consequências. O que vocês  não podem é transferir a responsabilidade para os outros.

Quando somos prensados contra uma parede, e é chegada a hora de fazer escolhas, a tendência é de que deixemos escapar o que há dentro de nós, e daí podem surgir grandes lembranças, grandes ideologias, grandes feitos, grandes dramas mas principalmente a nossa verdadeira essência! Porém, também nestas situações, podemos-nos deparar com aquilo que temos de pior, levando à frente dessa forma e por esse motivo, tudo aquilo que sempre tiveramos como garantido e desiludindo quem no fundo, não nos conhecia assim tão bem!
É possível extrair maravilhas de um ser que está num momento desagradável ou quase insuportável, e porquê? Porque pura e simplesmente está em estado “bruto”, com arestas para limar e polir, e é apenas em situações extremas, que a verdadeira natureza dura e crua de cada um de nós vem ao de cima! Mas isto é muito relativo e poderíamos ter um resultado totalmente oposto ao esperado. Por isso é imprescindível que se estudem muito bem as alternativas, faça-se uma lista das possibilidades e das consequências que estas possibilidades desencadeariam, evitando dessa forma decisões precipitadas. A vida é assim, feita de escolhas.

 Haja o que houver, eu já fiz a minha escolha. Quero viver bem, defender o bem, fazer o bem, ser feliz e viver em plena harmonia com os meus valores e principios, leve-me isso onde levar!  Não tenho a mínima pretensão de me tornar numa mártir nem numa heroina, nem rica nem pobre. Desejo apenas ser feliz, ser respeitada e compreendida, e um dia quem sabe, ser lembrada.

Pensem nisso e sejam felizes!

 

Estou...:
publicado por Sem voltar atrás... às 13:50

link do post | Falem... | favorito
|
2 comentários:
De Teresa Isabel Silva a 24 de Agosto de 2012 às 14:15
Tens toda a razão, mas acredito que se fizer-mos aquilo que consideramos moralmente correcto as consequência possivelmente não serão tão morosas como se fossem de escolhas moralmente erradas

Bjxxx
De Sem voltar atrás... a 24 de Agosto de 2012 às 14:29
Depende Teresa...depende daquilo que cada qual considera moralmente correcto! O que é correcto para mim, poderá não sê-lo para ti e aos olhos da sociedade, regra geral, somos "presos por ter cão e presos por não ter". Por isso, segue sempre a tua intuição e o teu instinto, eles serão sempre os teus maiores e fieis aliados! Obrigado por aqui teres passado e deixado as tuas palavras.

Bjx.

Comentar post

.Eu vivo... Sinceramente eu vivo! Quem sou eu? Bem, isso já é pedir demais...

.pesquisar

 

.Junho 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.Portas abertas...

. Vidas em suspenso...

. Manuel de sobrevivência p...

. Francamente cansada...

. O MILAGRE DA VIDA - Parte...

. O MILAGRE DA VIDA - Parte...

. Em contagem decrescente.....

. O MILAGRE DA VIDA - Parte...

. O MILAGRE DA VIDA - Parte...

. FILHOS DA MADRUGADA

. Momento zen do dia...

.Sinais do tempo...

. Junho 2017

. Maio 2017

. Janeiro 2017

. Abril 2016

. Fevereiro 2015

. Outubro 2014

. Agosto 2014

. Junho 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

.Contagem