Sexta-feira, 28 de Junho de 2013

VISTO-LHE A PELE

Desafia a sua transitoriedade. Guerreira tenaz, transforma sonhos em realidade. Amor, solidariedade e trabalho gravarão seu nome na História.

Mirna Cavalcanti de Albuquerque Pinto da Cunha

 

 

À uns dias atrás, em conversa com a “A”, ouvi algo que me deixou a pensar em tudo o que ficou para trás, e em tudo o que me trouxe até ao momento da minha vida em que me encontro. Não tenho o hábito de pensar muito nas coisas que fiz ou que deixei de fazer, mas aquela conversa fez-me recuar no tempo e a verdade verdadinha, é que eu sou uma "fura-vidas" mesmo! Eu não sou um caso isolado, não tenho a pretensão de ser exemplo para ninguém, não espero receber louvores nem ver o meu mérito reconhecido publicamente, até porque não me orgulho de muitas coisas que fiz e outras tantas que deixei por fazer, mas uma coisa é certa, foi necessário em algum momento, eu ter feito a travessia que fiz! Passei por muita merda sabem, ultrapassei obstáculos que hoje, ao olhar para trás até me dão arrepios...enfrentei situações de peito aberto, agi sempre com firmeza e em consciência...lutei pela minha independência e saí vitoriosa, construí e conquistei uma vida praticamente sozinha e gozei os louros dessa conquista, pelo caminho, tropecei e caí algumas vezes, chorei, gritei, esperneei, mas também ri, brinquei, vivi e tive momentos imensamente felizes! Com tudo isto, ganhei fibra, ganhei calo, apurei os meus instintos, fortaleci a minha personalidade e ganhei confiança, sobrepus a minha fé e a minha coragem a tudo o que me assombrava e me tentava paralisar, adquiri conhecimentos e vivências e de pouco ou nada me arrependo do que ficou para trás. Dei passos e tomei decisões, sem saber muito bem no que me estava a meter, hesitei? Claro que hesitei, em quase todas as situações...tremi de medo, tremi de insegurança, mas ainda assim nunca me acomodei, nunca pus nos ombros de ninguém responsabilidades que eram minhas e só minhas! Hoje só quero ser feliz, só quero que a pequena “M” seja feliz, e que cresça forte e rodeada de paz! Se for preciso voltar a dar grandes passos, ainda que maiores do que a minha perna, assim o farei, posso até temer, mais jamais serei escrava da infelicidade...da minha ou da dos outros! Vivam felizes, a vida está lá à frente à nossa espera, e é p’ra lá que devemos caminhar!

Estou...:
publicado por Sem voltar atrás... às 11:38

link do post | Falem... | ver comentários (1) | favorito
|
Quinta-feira, 27 de Junho de 2013

LET HER GO

"Cause you only need the light when it’s burning low

Only miss the sun when it’s starts to snow

Only know your love her when you’ve let her go

Only know you’ve been high when you’re feeling low

Only hate the road when you’re missing home

Only know your love her when you’ve let her go"

 

Estou...:
publicado por Sem voltar atrás... às 19:18

link do post | Falem... | favorito
|
Quarta-feira, 26 de Junho de 2013

NOTA MENTAL DE HOJE

"É tão arriscado acreditar em tudo como não acreditar em nada..."

Denis Diderot

Estou...:
publicado por Sem voltar atrás... às 16:32

link do post | Falem... | ver comentários (2) | favorito
|

OPINIÕES...(são como as vaginas, cada mulher tem a sua e só a dá a quem quiser)

"Discordo daquilo que dizes, porém defenderei até à morte o teu direito de o dizeres."

 

François Marie de Voltaire

 

 

 

Tolerância, quem és tu? Costumamos atuar em relação a ela, como diz o provérbio, "com dois pesos e duas medidas". Tendemos a ser muito complacentes com os desvios da nossa conduta, isto quando os reconhecemos, e implacáveis com os outros, não lhes damos o tempo necessário para mudar ou para simplesmente fazer pequenos ajustes. De facto, abandonar um mau hábito e atuar de modo completamente oposto é uma tarefa que exige esforço e as coisas não acontecem assim, com um estalar de dedos...mas quanto aos outros, exigimos que tudo ocorra no mesmo instante, esquecendo que as coisas e que cada um de nós têm seu ritmo natural. É preciso usar a inteligência, mas principalmente o respeito por opiniões contrárias às nossas, para encontrar o caminho da comunicação entre as pessoas. Inteligência e vontade de querer comunicar...ou então não...

 

Estou...:
publicado por Sem voltar atrás... às 12:18

link do post | Falem... | favorito
|
Terça-feira, 25 de Junho de 2013

Será este mais um desígnio de Deus?

Ontem, eu e o babe ficámos comovidos ao assistir na TV, a uma reportagem sobre uma clínica na Alemanha que ao que parece, desenvolveu uma vacina contra o cancro, e que até ao momento os resultados têm sido excelentes. Na minha cabeça levantou-se uma questão...se a cura existe, ou pelo menos para alguns tipos de cancro, o porquê dessa vacina não estar a ser produzida e consequentemente comercializada? A resposta é simples...a indústria farmacêutica e os seus laboratórios, nada têm a ganhar com isso, até pelo contrário, o prejuízo seria imenso uma vez que a produção das substâncias que compõe os tratamentos através da quimioterapia, são um negócio de milhões, logo, não há interesse que a dita vacina seja produzida e comercializada!

Dá que pensar...assim gira o nosso mundo, assim vai girando a vida e a morte de milhões de humanos! Será este apenas mais um desígnio de Deus? Fica a pergunta...

 

 

 

“A aplicação das vacinas com células dendríticas está a ser feita, por enquanto, em três clínicas na Alemanha e numa em Inglaterra. Os resultados das investigações mereceram o prémio Nobel da Medicina deste ano, atribuído ao investigador Ralph Steinman.

O oncologista Michael Martin, investigador da equipa de Thomas Nesselhut, que desenvolve esta técnica terapêutica no Instituto do Tratamento do Tumor, em Duderstadt, Alemanha, afirma ao CM que "a terapêutica com as células dendríticas funciona com os tumores sólidos": mama, rim, cérebro, pâncreas, útero e cólon. O especialista ressalva que o "sucesso do tratamento depende do estado do cancro". "A maioria dos doentes faz radiação, hemoterapia e quimioterapia e fica com o sistema imunitário em baixo, pois as células sãs do sistema imunitário são destruídas, como as tumorais", afirma. A resistência aos medicamentos após a cirurgia é dos principais problemas clínicos no tratamento dos doentes de cancro. E, por vezes, os tratamentos convencionais não resultam quando há metáteses. Nesses casos, a "imunoterapia é das melhores alternativas terapêuticas e tem menos efeitos secundários", garante Martin.

Grandes quantidades de células dendríticas são obtidas a partir das células do sangue do doente. A vacina é produzida a partir dessas células, que activam o sistema imunitário contra o tumor. “

http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/nacional/saude/imunoterapia-e-arma-eficaz-contra-o-cancro

Estou...:
publicado por Sem voltar atrás... às 12:19

link do post | Falem... | favorito
|
Sexta-feira, 21 de Junho de 2013

NOTA MENTAL DE HOJE

Estou...:
publicado por Sem voltar atrás... às 15:56

link do post | Falem... | ver comentários (1) | favorito
|

YOU AND I

"(...)It's all written down in your lifelines

It's written down inside your heart

 

You and I just have a dream

To find our love a place, where we can hide away

You and I were just made

To love each other now, forever and a day

 

Time stands still when the days of innocence

Are falling for the night

I love you boy I always will

I swear I'm there for you

Till the day(...)"

 

(SCORPIONS)

 

 

Estou...:
publicado por Sem voltar atrás... às 12:03

link do post | Falem... | favorito
|
Quinta-feira, 20 de Junho de 2013

O clube dos insatisfeitos

Tou farto disto”...tem sido a frase mais ouvida aqui pelas instalações, e porque será? O problema não passa apenas pela atual conjetura do país, nem pela crise social e económica, nem pelas dificuldades financeiras, nem pelo desemprego, o grande problema (pelo menos por aqui) é que as pessoas estão literalmente fartas! Fartas de não receberem incentivos, de serem tratadas como “lixo”, da incerteza que trará o dia de amanhã, de serem mandadas e comandadas por gente incompetente e sem qualquer pingo de sensibilidade! É, e eu estou incluída no rol dos “insatisfeitos”. Em relação a mim existem outras causas, as viagens, o stress das horas, a falta de ajuda aqui pela secretaria, enfim...farta de ter que fazer, ter que decidir, ter que nomear, ter que enviar e reenviar tudo o que me é pedido, farta de assumir responsabilidades para as quais não me sinto com capacidade e que estão muito para além das minhas competências, preciso de ter gente por aqui que tome decisões acertadas, que agarre as rédeas desta merda e faça com que isto ande, preciso de me sentir menos indispensável, porque é isso que me fazem sentir, e eu sei de antemão que não existe ninguém insubstituível, muito menos no mundo do trabalho! Preciso de alguém que assuma responsabilidades, que lidere, que comande com a cabeça mas também com o coração, que não tenha medo de falar e de afrontar os que estão no degrau de cima, preciso de alguém que não coloque os interesses pessoais acima dos profissionais, mas principalmente preciso aqui de alguém que acredite na causa, que vista a camisola, que se orgulhe desta grande instituição e que sinta um profundo Amor à nossa Bandeira.

Tenho dito (por agora)!

 

Estou...:
publicado por Sem voltar atrás... às 14:03

link do post | Falem... | favorito
|
Segunda-feira, 17 de Junho de 2013

Sem hesitar!

"(...)E eu cá vou
Gozando os louros deste achado
Contigo de braço dado para todo o lado

Meu amor na roda da lotaria
Que é coisa escorregadia
Saiste-me a sorte grande

E eu cá vou
À minha sorte abandonado
Contigo de braço dado para todo o lado

Eu vou até morrer ser teu se me quiseres
Agarrado a ti vou sem hesitar
E se o chão desabar que nos leve aos dois
Vou agarrado a ti

Olha lá,
Por mais que passem os anos
Por menos que eu faça planos
Sais me sempre a sorte grande

Agarrado a ti vou sem hesitar
E se o chão desabar que nos leve aos dois
Vou agarrado a ti(...)"

(João Só e abandonados - Sorte Grande)

 

Estou...:
publicado por Sem voltar atrás... às 15:05

link do post | Falem... | favorito
|

MISSÃO POSSÍVEL

"Ser pai é aceitar as responsabilidades que ultrapassem o limite de suas forças, mas mesmo arquejado pelo peso que o sufoca se ergue empedernido e supera, sempre lutando e alcança a vitória."

(Ailton Carlos)

 

 

 

(...)A relação padrasto/madrasta - enteado(a) é uma relação a ser construída bem devagar, frequentemente com avanços e recuos. Respeito e amor se conquistam, jamais podem ser exigidos. É necessária paciência, persistência e otimismo. É preciso inteligência e sabedoria para lidar com tentativas de manipulação e controle do enteado(a) de todas as idades. Por um lado, jamais um adulto pode ficar refém de uma criança ou um adolescente. Tal submissão é mau para o adulto e péssima para a criança e o adolescente que automaticamente se percebem todo poderosos e, consequentemente, desprotegidos, por estarem rodeados de adultos frágeis. Por outro lado, confrontos diretos e uso de autoritarismo estão fadados a insucessos(...)

http://www2.uol.com.br/vyaestelar/familias_reconstituidas.htm

 

 

(...)Mesmo não sendo o pai verdadeiro, nada impede que o padrasto construa uma relação de amor com as crianças. O sentimento precisa ser verdadeiro e não forçado. Os enteados precisam se sentir queridos para que possam confiar nessa outra pessoa(...)

http://delas.ig.com.br/qual-e-o-papel-do-padrasto/n1237496372139.html

 

 

1- Cada um no seu lugar
Entenda que não existe um segundo pai e que ninguém deve substituir esse papel único. Não espere ser chamado ou considerado como pai, e nem permita isso, porque esse lugar já tem dono, você deve querer sim ser considerado como um grande amigo, o marido da mãe, um brother. É muito importante que essa hierarquia seja respeitada para o bom funcionamento da família.

2 - Controle o ciúme:
É muito frequente aparecer ciúmes de todos os tipos: do amor, do tempo de dedicação, da atenção, do carinho e da admiração dispensada ao outro. Esse sentimento pode aparecer em qualquer das partes, padrasto, mãe ou filhos. Ele gera concorrência, disputa que pode ser algo oculto a princípio, mas tende a aparecer, pois a insegurança e o medo de perder geram conflitos, ameaças, intrigas, comportamentos de revolta, chantagens emocionais entre outros. É desses conflitos que saem discussões como: "você não é meu pai e não manda em mim", "eu não gosto de você" ou "você é um chato", nesse momento é importante reconhecer que todos têm o seu lugar e importância. Portanto, tome também o seu lugar e reconheça a sua importância.

3- Respeite os espaços de cada um

A construção de uma relação saudável não depende só de você, depende também dos filhos da sua esposa/namorada e dela também. A mulher nesse momento tem o importante papel de mediar à relação entre você e seus filhos para que você respeite o espaço deles e eles respeitem o seu.

4- Respeite para ser respeitado
A fórmula para fazer dessa relação um sucesso é o respeito. Se cada um respeitar o espaço e a importância do outro o convívio será harmonioso e com certeza vai nascer laços de admiração e até de amor entre as partes.

5- Acerte as regras
O padrasto também pode ajudar a esposa a criar as regras básicas de convivência para que cada membro da família possa ter a privacidade garantida, sua intimidade preservada e um convívio saudável, desde o começo da relação, evitando problemas futuros(...)

http://www.defato.com/noticias/3673/dicas-para-ser-um-padrasto-companheiro

 

 

Estou...:
publicado por Sem voltar atrás... às 12:46

link do post | Falem... | favorito
|

.Eu vivo... Sinceramente eu vivo! Quem sou eu? Bem, isso já é pedir demais...

.pesquisar

 

.Junho 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.Portas abertas...

. Vidas em suspenso...

. Manuel de sobrevivência p...

. Francamente cansada...

. O MILAGRE DA VIDA - Parte...

. O MILAGRE DA VIDA - Parte...

. Em contagem decrescente.....

. O MILAGRE DA VIDA - Parte...

. O MILAGRE DA VIDA - Parte...

. FILHOS DA MADRUGADA

. Momento zen do dia...

.Sinais do tempo...

. Junho 2017

. Maio 2017

. Janeiro 2017

. Abril 2016

. Fevereiro 2015

. Outubro 2014

. Agosto 2014

. Junho 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

.Contagem