Sexta-feira, 31 de Agosto de 2012

Hummmmm...

 

A vida não é medida pelo número de vezes que se respira, mas pelos momentos em que se perde o fôlego!

publicado por Sem voltar atrás... às 16:16

link do post | Falem... | favorito
|
Quinta-feira, 30 de Agosto de 2012

Sorri amor...sorri na minha alma sempre!

"Basta um pequeno gesto, feito de longe e de perto, para que venhas comigo, e eu para sempre te leve..."
(Cecilia Meireles)

 

  

(Se alguém perguntar se eu amo, digam que sou a mulher mais apaixonada do mundo!...)

 

 

Gosto de nós, porque rimos e saber rir é uma arte...
Gosto de nós, porque se discutimos um bocadinho, tu calas-me com um beijo ou um mimo...ou apenas com o teu silêncio...
Gosto de nós, porque a nossa paixão é quente e abrasadora e de todas as vezes é como se fosse a primeira vez...
Gosto de nós, porque somos dois pequenos diabitos cheios de pecados pequenitos!

 

"Às vezes, simplesmente tens que tomar a decisão de ser feliz"!     

  (Lejos de Ella)

Estou...:
publicado por Sem voltar atrás... às 12:16

link do post | Falem... | favorito
|

"...a liberdade é uma maluca que sabe quanto vale um beijo..."

"Tira a mão do queixo, não penses mais nisso,
o que lá vai já deu o que tinha a dar...
quem ganhou, ganhou e usou-se disso,
quem perdeu há-de ter mais cartas para dar...
e enquanto alguns fazem figura,
outros sucumbem à batota,
chega aonde tu quiseres
mas goza bem a tua rota...

Enquanto houver estrada para andar
a gente vai continuar
enquanto houver estrada para andar...
enquanto houver ventos e mar
a gente não vai parar
enquanto houver ventos e mar!

Todos nós pagamos por tudo o que usamos,
o sistema é antigo e não poupa ninguém...
somos todos escravos do que precisamos,
reduz as necessidades se queres passar bem...
que a dependência é uma besta,
que dá cabo do desejo
e a liberdade é uma maluca
que sabe quanto vale um beijo...

Enquanto houver estrada para andar
a gente vai continuar..."

Estou...:
tags:
publicado por Sem voltar atrás... às 10:58

link do post | Falem... | favorito
|
Quarta-feira, 29 de Agosto de 2012

Escolhas e consequências (parte II).

É isso que a vida nos faz...se nós não tomamos uma posição, a vida toma-a por nós! Conheço pessoas que passam anos a fio a empurar uma situação com a barriga, só por falta de coragem de tomar uma posição, por uma questão de medo, insegurança, ou até mesmo pela dificuldade de tomar decisões!
Parece loucura, mas não é...muitas pessoas, não seguem um caminho, uma direção, porque acham que a vida seguirá da mesma forma...sozinha, e até aqui nada de novo. A vida vai seguir sozinha sim, então mas e os sonhos? Os planos por concretizar? Os desafios por experimentar? Os projectos que ficam apenas no “papel”? Afinal de contas não é tudo isto que nos dá o prazer de estar vivo? Lamento muito informar, mas a qualquer momento podemos não estar por cá, passámo-nos para o outro lado...kaputtttt, morremos!!! Fortes as minhas palavras? Talvez, mas esta é a vida real e eu recuso-me a olhar para a vida sem ter isso em consideração!

Continuar a bater de frente com o que não está a funcionar não é solução para nada. Quem sabe se, ao tomarmos uma decisão, a vida não nos surpreende? Por vezes, é necessário ter audácia e escolher um caminho! Escolher com consciência é sinal de maturidade, e embora nunca se tenha a certeza de que as escolhas tenham sido certas ou erradas, também a aceitação dos erros e o assumir da “culpa”, faz parte da caminhada! Somos muitas vezes colocados à prova, pelas pessoas que nos rodeiam, por diversas situações do dia-a-dia, no emprego, enfim, agora, temos é que ter a força, e principalmente a coragem para poder escolher, encarar a vida de frente, e seguir sem olhar para trás. É assim que funciona!
Assim é a vida!

Estou...:
publicado por Sem voltar atrás... às 10:50

link do post | Falem... | favorito
|
Terça-feira, 28 de Agosto de 2012

O dia "D"...

...tenho a minha cabeça a fervilhar...hoje o dia é difícil e ambas sabemos porquê! O “M” enviou sms a desejar um bom dia e a mandar um beijinho, o “A” ligou a perguntar se queria ir tomar café, nahhh...não me apetece ver nenhum deles, gostava de falar com o “R” mas não sou capaz de lhe ligar...tenho que confessar que me sabia bem ouvir a sua voz! Eu sei que ele não vai ligar, mas tudo bem, se calhar até é melhor assim!

 Foi à 2 anos,  mais ou menos à hora que escrevo este post que tu...que tu resolveste a coisa daquela forma...ai amiga hoje era o dia de te escrever um post daqueles magníficos com palavras cheias de sentimento, mas não sou capaz...não sai nada...não consigo raciocinar muito bem neste dia! Desculpa...eu prometo que noutro dia qualquer escrever um texto todinho dedicado a ti, hoje tenho muita gente na cabeça, tanta...não imaginas...ou imaginas, sei lá...um beijo grande e um abracinho apertado! ! Logo quando chegar a casa acendo a velinha branca que comprei para ti...e quando me deitar falamos um bocadinho ok?

 

Estou...:
publicado por Sem voltar atrás... às 12:02

link do post | Falem... | ver comentários (2) | favorito
|
Sexta-feira, 24 de Agosto de 2012

Escolhas e consequências!

 

Tudo que fazemos tem consequências, inclusive o nosso comportamento moral, embora seja difícil dizer quanto tempo leva para uma consequência se manifestar, de uma maneira ou de outra, ela vai aparecer sempre. O ser humano não escolhe estar numa situação específica, mas as escolhas determinam a situação em que se encontra. O poder da escolha transfere parte da responsabilidade e do controle às pessoas, o que provoca ansiedade. Fiquem quietas  e tudo se resolverá! Manifestem-se e pagarão o preço. Mas serão mesmo verdade estas afirmações? Não creio...as escolhas são inevitáveis, e sempre haverá consequências. O que vocês  não podem é transferir a responsabilidade para os outros.

Quando somos prensados contra uma parede, e é chegada a hora de fazer escolhas, a tendência é de que deixemos escapar o que há dentro de nós, e daí podem surgir grandes lembranças, grandes ideologias, grandes feitos, grandes dramas mas principalmente a nossa verdadeira essência! Porém, também nestas situações, podemos-nos deparar com aquilo que temos de pior, levando à frente dessa forma e por esse motivo, tudo aquilo que sempre tiveramos como garantido e desiludindo quem no fundo, não nos conhecia assim tão bem!
É possível extrair maravilhas de um ser que está num momento desagradável ou quase insuportável, e porquê? Porque pura e simplesmente está em estado “bruto”, com arestas para limar e polir, e é apenas em situações extremas, que a verdadeira natureza dura e crua de cada um de nós vem ao de cima! Mas isto é muito relativo e poderíamos ter um resultado totalmente oposto ao esperado. Por isso é imprescindível que se estudem muito bem as alternativas, faça-se uma lista das possibilidades e das consequências que estas possibilidades desencadeariam, evitando dessa forma decisões precipitadas. A vida é assim, feita de escolhas.

 Haja o que houver, eu já fiz a minha escolha. Quero viver bem, defender o bem, fazer o bem, ser feliz e viver em plena harmonia com os meus valores e principios, leve-me isso onde levar!  Não tenho a mínima pretensão de me tornar numa mártir nem numa heroina, nem rica nem pobre. Desejo apenas ser feliz, ser respeitada e compreendida, e um dia quem sabe, ser lembrada.

Pensem nisso e sejam felizes!

 

Estou...:
publicado por Sem voltar atrás... às 13:50

link do post | Falem... | ver comentários (2) | favorito
|
Quarta-feira, 22 de Agosto de 2012

A fogueira da vaidade!

 

"Ó glória de mandar! Ó vã cobiça
Desta vaidade, a quem chamamos Fama!
Ó fraudulento gosto, que se atiça
C'uma aura popular, que honra se chama!"


(Os Lusíadas – Luís de Camões)

 

Dentro duma organização, conviver com a “fogueira das vaidades” não é tarefa fácil. Em diversos organismos, desde os pequenos aos grandes, muitos convivem com pessoas que apesar de competentes, são extremamente vaidosas. Pior, não sabem administrar a vaidade.

 

Porém, dentro das empresas (neste caso uma grande instituição) as disputas rompem o limite do espelho e ganham as “raias da loucura”, a busca insana pela “liderança”. Quem manda mais, quem pode mais, quem é o centro das atenções e por aí fora. O verdadeiro líder, porém, não se envaidece da posição que ocupa, pelo contrário, estimula a divisão de “poder” e concede aos seus subordinados a liberdade para agir sem medo, assumindo riscos e responsabilidades.

 

Uma infinidade de falhas na comunicação acontece justamente porque os que ostentam a vaidade de “mandar,” vivem num ambiente onde há “estrelas demais para plateia de menos”. Pior que conviver com grupos vaidosos ou “líderes narcistas”, é condicionar o resultado das chefias e a postura com que se cativam os subordinados. Para muitos, pouco importa o desempenho da instituição, ou de quem a faz andar para a frente, o importante é ele ser respeitado (seja a que custo for), e que lhe seja reconhecida a “autoridade”.

 

O fato é que cada vez mais as pessoas perseguem posições de liderança, nem sempre pelo desafio ou pelo aumento da remuneração, muitas pessoas almejam a posição de liderança para simplesmente satisfazer uma necessidade básica que já existe desde o inicio dos tempos: A Vaidade. Exato! Aquela vontade de poder mandar nas pessoas, de fazer com que elas façam aquilo que eles querem e precisam. Até aí tudo certo, todos temos vaidade em determinado grau, e como seres humanos, queremos melhorar, ver as nossas carreiras prosperar e o dinheiro no banco aumentar. Assumir uma posição de liderança não é o problema, o problema é que as pessoas precisam de se preparar para isso. Do meu ponto de vista, é  preciso desmistificar o conceito de líder. Ninguém precisa de um cargo pomposo pra ser líder, todos o podemos ser dentro das nossas atividades e competências. Chega de puxar dos “galões” para assumir a posição no trabalho, que em casa parece estar esquecida!

 

Estou...:
tags:
publicado por Sem voltar atrás... às 11:14

link do post | Falem... | favorito
|
Sexta-feira, 17 de Agosto de 2012

POVO DE BRANDOS COSTUMES!

"Os famosos "brandos costumes" nacionais têm razão de ser ou foram uma invenção salazarista para sossego do regime? Seremos verdadeiramente tolerantes? Somos mais tolerantes que os ingleses ou que os alemães? Não matámos tanto como os holandeses no Brasil? Toleramos melhor os de cor diferente? A nossa Inquisição foi mais suave que a espanhola? O 25 de Abril foi uma revolução de cravos? Sinceramente, acho que pouco importa se somos um povo tolerante ou intolerante. Tenho receio é de sermos um povo “tótó”. Uma tolerância feita de cobardia. Tenho receio que os “brandos costumes” sejam ausência de vontade. Incomoda-me que a tolerância seja, afinal, desinteresse por quem nos governa e como nos governa. Que seja falta de pachorra para exercer os nossos deveres democráticos. Indiferença pelos subornos e pela corrupção. Falta de horizontes. Ausência de projectos. Um povo abúlico e inerte, brincando diletantemente aos “brandos costumes”. Um povo desinteressado de si próprio."

(Texto retirado do Blog "Expresso da linha")

 

Estou...:
publicado por Sem voltar atrás... às 11:28

link do post | Falem... | favorito
|
Terça-feira, 14 de Agosto de 2012

...mais longe é mais perto...

 

"Eu não quero ser, eu não quero pedir
mas estou a perder, e não sei que fazer, mais...
O que eu era desapareceu
E quando falo parece...parece que não sou mais eu...

Tento encontrar-me, desenrascar-me
Já faço a cama, ando ocupada...
Tentar fugir de ti
Mas mais longe é mais perto,
Mais difícil fazer o correto
Do que estar certo...

Por isso...
Cedo o meu lugar, a quem te mereça,
Que decore os teus planos, e não se esqueça...
Cedo o meu lugar, a quem te mereça,
Que te dê tudo, e que nem pareça...
Cedo o meu lugar, a quem te mereça,
Que fique do teu lado, e que não esmoreça...
Cedo o meu lugar...
Mas a seguir, peço para voltar...

Para mim nunca foi um jogo,
Foi apenas um retrato
Onde ficávamos bem os dois...
Onde as dúvidas são para depois...
Gosto mesmo de ti...
Mas tu nunca estás... Nunca estás aqui...

É que eu gosto mesmo de ti...
Eu gosto mesmo de ti...
Tento encontrar-me, desenrascar-me...
Mas quanto mais longe é mais perto"...

 

(Mónia Ferraz - Cedo o meu lugar)

Estou...:
publicado por Sem voltar atrás... às 09:33

link do post | Falem... | favorito
|
Quinta-feira, 9 de Agosto de 2012

ALICE NO PAÍS DAS MARAVILHAS

“A FORMA DE CHEGAR AO IMPOSSÍVEL, É ACREDITAR QUE É POSSÍVEL!”

 

Alice: "Quanto tempo dura o eterno?
Coelho: Às vezes apenas um segundo..."

 

(...) por breves instantes, é isso mesmo que eu desejo minha pequenina...que tu pudesses ser eternamente o meu bebé, a minha menina pequenina com toda a inocência própria da infância...que não fizesses perguntas para as quais muitas vezes eu não tenho resposta, que eu não visse a dor e a tristeza que por vezes mostras no teu olhar...que a tua inocência fosse eterna(...)

 

 

 

Alice: “Você poderia me dizer, por favor, qual o caminho para sair daqui?“

Gato que sorri: Depende muito de onde você quer chegar...

Alice: Não me importa muito onde...

Gato que Sorri: Nesse caso não faz diferença por qual caminho você vá...

Alice: desde que eu chegue a algum lugar...

Gato que Sorri: Oh, esteja certa de que isso ocorrerá, desde que você caminhe o bastante!”

 

(...) é isso filhota...caminhar sempre...sem importar o caminho que tomamos, se for preciso pisar pedras e saltar muros, é isso que farás. Será a vida a ensinar-te isso, serão as pessoas com quem te cruzares que te irão dar essa lição...não te poderei ensinar tudo, e mesmo que o pudesse fazer, não saberia como...não te poderei garantir a proteção eterna, até porque tropeçar faz parte dessa caminhada, mas dar-te-ei sempre a minha mão com a certeza que também eu já trilhei o mesmo caminho que tu e que também eu tive a minha mãe do meu lado!(...)

 

 

Alice: "Mas eu não me quero encontrar com gente louca...

Gato que Sorri: Oh, não se pode evitar, todos são loucos por aqui. Eu sou louco. Você é louca..."

 

(...) pois...ninguém é perfeito minha querida...todos têm um pouco de loucos, e descobri com o passar dos anos, que isso é saudável...não leves a vida demasiado a sério...ri-te de ti própria, ri-te dos outros e com os outros...não julgues as pessoas pela sua aparência nem pela sua condição social...não acredites nem demais nem de menos em tudo o que te dizem, e acima de tudo protege-te sem deixares de ser tu própria(...)

 

 

Lagarta Azul: "Quem é você?

Alice: Eu...já nem sei minha senhora, nesse momento...bem, eu sei quem eu era quando acordei esta manhã, mas acho que mudei tantas vezes desde  então...mas o que sei é que tudo isso parece muito estranho para mim..."

 

(...) ao longo da tua vida, muitos serão os momentos em que te sentirás perdida, sem saberes onde estás e quem és...mas não tenhas medo minha linda, no fundo do teu íntimo terás sempre a certeza do lugar onde estás e da mulher que tu és! Sentirás vontade de desistir, mas peço-te por favor que jamais baixes a cabeça perante as adversidades da vida, jamais baixes os braços, a luta poderá ser difícil, porém, será necessária, esta será outra coisa que a vida te ensinará. Tem sempre presente no teu pensamento, que o melhor ainda está p’ra vir! (...)

 

 

Um dia irás compreender tudo o que aqui está escrito...por agora fica a voar aqui pela blogosfera! Ti amo muito minha vida...

Estou...:
publicado por Sem voltar atrás... às 11:45

link do post | Falem... | favorito
|

.Eu vivo... Sinceramente eu vivo! Quem sou eu? Bem, isso já é pedir demais...

.pesquisar

 

.Junho 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.Portas abertas...

. Vidas em suspenso...

. Manuel de sobrevivência p...

. Francamente cansada...

. O MILAGRE DA VIDA - Parte...

. O MILAGRE DA VIDA - Parte...

. Em contagem decrescente.....

. O MILAGRE DA VIDA - Parte...

. O MILAGRE DA VIDA - Parte...

. FILHOS DA MADRUGADA

. Momento zen do dia...

.Sinais do tempo...

. Junho 2017

. Maio 2017

. Janeiro 2017

. Abril 2016

. Fevereiro 2015

. Outubro 2014

. Agosto 2014

. Junho 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

.Contagem