Sexta-feira, 28 de Outubro de 2011

SÁBIAS PALAVRAS...ACTUAIS E IMPERDÍVEIS...

 

 

Em Portugal não há ciência de governar nem há ciência de organizar oposição. Falta igualmente a aptidão, e o engenho, e o bom senso, e a moralidade, nestes dois factos que constituem o movimento político das nações…

A refrega é dura; combate-se, atraiçoa-se, brada-se, foge-se, destrói-se, corrompe-se. Todos os desperdícios, todas as violências, todas as indignidades se entrechocam ali com dor e com raiva.

À escalada sobem todos os homens inteligentes, nervosos, ambiciosos (...) todos querem penetrar na arena, ambiciosos dos espectáculos cortesãos, ávidos de consideração e de dinheiro, insaciáveis dos gozos da vaidade.”

(Eça de Queirós - 1867)

 

“Ordinariamente todos os ministros são inteligentes, escrevem bem, discursam com cortesia e pura dicção, vão a faustosas inaugurações e são excelentes convivas. Porém, são nulos a resolver crises. Não têm a austeridade, nem a concepção, nem o instinto político, nem a experiência que faz o ESTADISTA. É assim que à muito tempo em Portugal são regidos os destinos políticos. País governado ao acaso, governado por vaidades e interesses, por especulação e corrupção, por privilégios e influências… Será possível conservar a sua independência? ”

(Eça de Queirós - 1867)

 

"Nós estamos num estado comparável apenas à Grécia: a mesma pobreza, a mesma indignidade política, a mesma trapalhada económica, a mesmo baixeza de carácter, a mesma decadência de espírito. Nos livros estrangeiros, nas revistas quando se fala num país caótico e que pela sua decadência progressiva, poderá vir a ser riscado do mapa da Europa, citam-se em paralelo, a Grécia e Portugal"

(Eça de Queirós – 1872)

 

publicado por Sem voltar atrás... às 16:58

link do post | Falem... | favorito
|
Quarta-feira, 26 de Outubro de 2011

PORQUÊ COMPLICAR?

Vivo de à uns tempos a esta parte, sem fazer o mínimo esforço para compreender certos comportamentos. Se a vida por si só, já é cheia de barreiras que obrigatoriamente temos que ultrapassar, ou em muitos casos (e apenas por uma questão de sobrevivência) temos que fingir que ultrapassamos, porque é que algumas pessoas insistem em levar vidas repletas de feitos melodramáticos, tal e qual uma novela mexicana? Será que as pessoas se sentem tão pobres de espírito e incapazes de guiarem as suas vidas, seguindo à risca os seus próprios valores e princípios? Bem, eu chego à conclusão, que a maioria dos mortais, não tem, nem tão pouco sabe o que são valores e princípios! Viver o dia a dia com alegria, ter a saúde suficiente para cumprir religiosamente as tarefas, sejam elas sociais ou profissionais, respeitar o espaço e a liberdade de quem nos rodeia e sentir o mesmo dos demais... Não seria isso o bastante para que as pessoas se sentissem bem consigo e com os outros? Não! Ao que os meus olhos alcançam, não é o bastante!

Existem pessoas que precisam criar problemas onde eles não existem, precisam transferir as suas frustrações e desalentos para quem está mais próximo, precisam fazer das suas inseguranças, as inseguranças dos outros, precisam de transformar simples receios, em monstros medonhos de olhos vermelhos e cornos na cabeça, que devoram tudo o que lhe aparece no caminho, dificultando os passos daqueles que querem e precisam avançar... Existem pessoas, que não se contentam com simples prazeres, com simples actos ou simples palavras... Para essas pessoas tudo tem que ter um porquê, uma explicação, um entendimento... E é urgente que seja em grande, porque caso contrário, irão reclamar que as explicações não foram bem dadas! Quando na realidade, poderia ser tudo tão simples... Bastava que se aceitasse sem contrariedades, tudo o que a vida nos dá e nos tira, sejam coisas boas, ou coisas más... É próprio do ser humano querer saber sempre mais, e até aqui eu concordo, apenas acho que o querer saber mais, também tem limites, e quando os limites do razoável são ultrapassados, então peço imensa desculpa, mas eu não compactuo com esses ideais, nem com a prática delirante de complicar o que é simples... Tal e qual 2+2 serem 4... Simples de explicar, e ainda mais simples de entender! Pena que seja desperdiçado tempo precioso com futilidades e caprichos que já estão fora de moda! Opá, a vida é tão curta, é uma passagem... Não será mais válido e benéfico para a nossa sanidade mental aproveitar o que de bom e belo nos é oferecido, ao invés de dramatizar e ver unica e exclusivamente o lado negativo das coisas? A alegria da vida é dar e receber, a felicidade é uma conquista que só aos audazes é possivel alcançar, correr riscos faz parte dos projectos a que nos propomos, assim como as quedas e as desilusões!  Façamos de cada dia uma oportunidade unica... De viver, de ser e de fazer alguém feliz...

Aproveitar o dia que hoje passa, é palavra de ordem... O resto? Amanhã é outro dia!

 

 

Estou...:
publicado por Sem voltar atrás... às 12:52

link do post | Falem... | favorito
|
Quarta-feira, 19 de Outubro de 2011

Only two...

Estou...:
publicado por Sem voltar atrás... às 10:59

link do post | Falem... | favorito
|
Quinta-feira, 13 de Outubro de 2011

Nas margens do Rio Piedra...

Nas margens do rio Piedra eu sentei e chorei…

"Conta a lenda que tudo que cai nas águas deste rio - as folhas, os insectos, as penas das aves – transforma-se nas pedras do seu leito…
Ah, quem me dera eu pudesse arrancar o coração do meu peito e atira-lo na correnteza, e então não haveria mais dor, nem saudade, nem lembranças…"


Nas margens do rio Piedra eu sentei e chorei…

"O frio do inverno fez com que eu sentisse as lágrimas no meu rosto, e elas se misturaram com as águas geladas que correm diante de mim…
Em algum lugar este rio se junta com outro, depois com outro, até que - distante dos meus olhos e do meu coração - todas estas águas se misturam com o mar…
Que as minhas lágrimas corram assim para bem longe, para que o meu amor nunca saiba que um dia eu chorei por ele. Que as minhas lágrimas corram para bem longe, e então eu esquecerei do rio Piedra, do mosteiro, da igreja nos Pirenéus, da bruma, dos caminhos que percorremos juntos…
Eu esquecerei as estradas, as montanhas, e os campos de meus sonhos - sonhos que eram meus, e que eu não conhecia…''

Nas margens do rio Piedra eu sentei e chorei…

 

 

(Paulo Coelho)

 



Estou...:
publicado por Sem voltar atrás... às 16:58

link do post | Falem... | favorito
|
Terça-feira, 11 de Outubro de 2011

IRONIA E SARCASMO !

O sarcasmo e a ironia são as defesas naturais do organismo contra a estupidez humana!

 

 

Ironia: Modo de alguém se exprimir que consiste em dizer o contrário daquilo que estão a pensar ou a sentir...


Sarcasmo: Manifestação intencional, maliciosa, por meio do riso, de palavras, atitudes ou gestos, com que as pessoas procuram levar a expor ao desdém, ao desprezo ou a provocar uma pessoa ou coisa…

 

 

 

Estou...:
publicado por Sem voltar atrás... às 14:06

link do post | Falem... | favorito
|
Sábado, 8 de Outubro de 2011

Mecanismos de defesa!

Definitivamente, eu não tenho nenhum problema! Nem físico nem mental, não tenho deficiências de personalidade(digo eu), não tenho falhas de auto estima... O que eu tenho na realidade, e penso que a isso ninguém pode chamar de problema, é um sistema de alerta, no mais profundo do meu cérebro que me impossibilita de avançar em situações que as luzinhas aparecem cor laranja, a atirar para o vermelho... Que significa... "S", é hora de recuar! Isto é mesmo real, quem estiver a ler isto deve achar que estou louca, mas não!!! Chamem-lhe o que quiserem, mas para mim, a minha intuição será sempre o mais fiel e seguro dos alertas! Mecanismos de defesa! Já assim lhe chamaram... Talvez até seja, mas facto é, que nunca me traíu... Pronto ok, confesso, já fui traida uma série de vezes!

 

Dizem-me que sou pouco lutadora... Acham mesmo??? Vivo sozinha com a minha pequena "M", sobrevivo a uma quantidade de despesas com um rendimento que enfim... Nem vou comentar, tenho uma casa que comprei sozinha, tudo o que está cá dentro, adquiri sozinha, faço mensalmente uma ginástica brutal para os "tostões" chegarem até ao final do mês e depois ainda me dizem... "És pouco lutadora?" Mas no fundo eu sei o porquê deste tipo de afirmações, porque eu não corro atrás de ninguém que não quer estar comigo (a maioria das vezes), porque quando o sistema começa a piscar, eu salto fora de situações duvidosas, porque tenho o meu orgulho, a minha dignidade, porque sou muito mais eu, desde que me comecei a respeitar por aquilo que sou, e não por aquilo que pareço! Estou sozinha? Sim estou... Não por opção, mas pela partida que a vida me pregou e que infelizmente não tive jogo de cintura, nem sensatez para perceber a cor das luzinhas que estavam a piscar!

 

Sabem que mais? Não gosto de estar sozinha... Estar sozinha é uma merda!!! A pequena "M" preenche a minha vida, preenche os meus dias, mas os seus  beijos, os seus abraços e os seus carinhos, não preenchem a falta duma companhia! Regra geral eu estou quietinha no meu canto... Pessoas aproximam-se, mas nunca ficam por muito tempo, vá-se lá saber o porquê! Como dei início a esta conversa, eu não tenho nenhum problema... Sou uma mulher normalíssima, igual a tantas outras, tenho um discurso simples e fácil de entender, não minto aos homens que se aproximam de mim (se calhar tenho que começar a fazê-lo), por tudo isto e mais uma quantidade de coisas, estou a atravessar uma fase que tenho alguma dificuldade em perceber se o problema estará em mim? Pessoas a convidarem-me para sair não tenho falta, pessoas a quererem passar uma noite comigo, também não... O problema então só pode ser meu... Certo? Não me parece... Vejam se percebem, eu tenho um tendência natural para atrair dois tipos de homens que se inserem nas seguintes categorias:

- Comprometidos

- Atrofiados

Os primeiros normalmente são homens casados, com relacões estáveis (ou aparentemente), a quererem fugir um bocadinho à realidade que têm dentro das suas casas, ou pura e simplesmente, como já ouvi de alguns, à procura de coisas diferentes, de novidades!

Os segundos, quase sempre são divorciados, alguns mesmo solteiros, mas com grandes deficiências ao nível da personalidade... Ou porque estão agarrados a relações passadas que não os deixam seguir, há aqueles que dizem uma verdade, e essa mesma verdade ao fim de 30 segundos passa a ser mentira, há ainda os outros, que do nada, se transformam em monstros silenciosos e evaporam-se sem mais conversa, enfim... Digam-me então se souberem... Será meu o problema??? Serei eu a culpada e mereço de facto ser condenada a "levar" com este tipo de gente? Eu volto a afirmar... Eu estou quietinha no meu canto, eu não me meto com ninguém...

 

Algumas pessoas dizem-me que sou uma "granda maluca", e sabem porquê? Porque sou bem disposta por natureza, porque não perco uma oportunidade de dizer uma graçola, porque gosto de me sentir viva, porque gosto que todos à minha volta também se sintam assim, porque tenho a necessidade de ser frontal e directa nos meus argumentos sem medo de que possa estar a ferir sensibilidades, porque gozo a vida com uma ligeireza que poucos possuem, porque vivo os meus dias desprendida de futilidades, porque adoro sexo, porque falo do tema com uma abertura que choca os demais, porque sou eu própria em todas as circunstâncias, porque quando ponho alguém dentro do meu coração e esse alguém quer sair eu não me oponho... Porque... São muitos os porquês que fazem de mim a mulher que eu sou... Isso é ser uma "granda maluca"? Eu não comprometo ninguém, posso até em algumas circunstâncias ter comprometido a felicidade de alguém, mas no final, o lado negativo das situações fica só e apenas para mim... Eu tenho o hábito de afirmar que todo o mal que tenho feito tem sido a mim própria! Como diz Martha Medeiros: "Não sei ser amiga pela metade... Não sei amar pela metade, não me sei dar pela metade!"

 

 

Estou...:
publicado por Sem voltar atrás... às 23:20

link do post | Falem... | favorito
|
Quinta-feira, 6 de Outubro de 2011

Simples prazeres

A gozar o primeiro de 2 dias de férias... Por amor de deus, ninguém tira 2 dias de férias!!! Eu tirei, e aqui estou eu em casa, a fazer uma das coisas que mais prazer me dá... Cuidar daquilo que é meu, do meu espaço, das minhas coisas... A pequena "M" foi para a escola e eu passei pela pastelaria onde tomei o belo do café e fumei o melhor dos cigarros... Sempre sozinha, e o que é que isso importa afinal de contas? Apesar dos meus desabafos, em que revelo muita vontade de ter uma companhia, existem momentos em que de facto só consigo tirar prazer se estiver sozinha... Tomar um café e fumar um cigarro, é apenas um exemplo! Pode até parecer superficial, mas acreditem, eu consigo tirar desses dois gestos, o maior dos prazeres! Simplista ou não, esses são simples prazeres dos quais não pretendo abrir mão!

O "E" não me sai da cabeça... Olho para o telemóvel dúzias de vezes, apesar de saber que as notícias não vão chegar... Tenho que resolver este assunto com a máxima urgência, começa a ser preocupante, tantos meses passados sem qualquer contacto físico, meia dúzia de mensagens trocadas sem qualquer indício de interesse por parte dele... E eu aqui continuo a tentar convecer-me que tive alguma importância na sua vida... Não dá para viver assim, se estou rodeada de pessoas que até me acham interessante, porquê esta sensação de "prisão" em relação ao "E"? Ele não esteve assim tanto tempo na minha vida, nem me fez viver momentos assim tão especiais, ao ponto desta dependência... Pronto ok, o sexo era bom, aliás... O sexo era muito bom, talvez o melhor que tive até hoje, mas... Foi praticamente só isso! Fisicamente nunca correspondeu aos ideais de homem com que sempre sonhei, não me fazia companhia, não passeavamos... Tinhamos boas conversas, sempre na cama, mas isso não significa que as conversas fossem más... Não, eram muito boas, eu confidenciava algumas das minhas frustrações e confiava no fulano... Aiiiiiiiiiiiiiii... Chega!!! Serei um caso isolado, de alguém que quer muito tirar um outro alguém do pensamento e não consegue? Ainda dou em louca à conta deste bacano... Ou não! Ao fim ao cabo, ele tá no cantinho dele quieto, eu é que provoco... Portanto tenho que apontar o dedo é a mim própria! Ele é boa pessoa... Eu é que sou assim... Insistente e com alguma imaturidade! Algures deve estar a solução... Vou procurar... Algum dia vou encontrar!

 

Estou...:
publicado por Sem voltar atrás... às 12:09

link do post | Falem... | favorito
|
Quarta-feira, 5 de Outubro de 2011

PENTAGRAMA

Pentagrama (estrela de 5 pontas) simboliza o Homem Integral (de braços e pernas abetos) interagindo em perfeita harmonia com a plenitude da existência.

Simboliza evolução. É usado para proteção, além de estar associada à intuição, sorte e êxito. A estrela representa o domínio dos cincos sentidos. Também conhecida como o Pentagrama.    (Um destes dias... Será esta a eleita!)

 

 


 

Estou...:
publicado por Sem voltar atrás... às 18:23

link do post | Falem... | favorito
|

Return to innocence...

publicado por Sem voltar atrás... às 13:56

link do post | Falem... | ver comentários (1) | favorito
|

Pequenos passinhos...

Bem malta, a pouco e pouco acho que estou a conseguir... Pelo menos já consigo inserir fotos nos posts, estou a fazer progressos! Eheheheheh... Andei a cuscar uns quantos blogs, e vi coisas tão giras, publicações e posts lindos de se ver e ler... Algum dia conseguirei ser uma boa gestora do meu blog? Enfim, estou empenhada e cheia de vontade... Pena não ter por perto ninguém para me ajudar, mas isso também não é problema! Tudo o que tenho alcançado, tem sido com o meu esforço e dedicação, por isso... Desta vez não será diferente! Sozinha chego lá, posso demorar um pouco mais, mas sei que chegarei!

A noite foi mal dormida, voltas e mais voltas sem parar, com a cabeça sempre a bater no mesmo... O meu trabalho, a opinião pedida a quem eu não devia, ouvir aquela voz... A reacção da minha mãe ao convite que me foi feito... Tudo junto, fez a minha cabeça trabalhar durante toda a noite... De manhã acordei como se tivesse dormido o mais descansado dos sonos... Estarei a desenvolver algum tipo de patologia própria dos 36 anos? Tipo... Stress ou algo depressivo? Nahhh... Nem vou perder tempo a pensar nisso...

Vou tratar mas é do bacalhau que está quase quase a sair do forno! :)

publicado por Sem voltar atrás... às 12:44

link do post | Falem... | favorito
|

.Eu vivo... Sinceramente eu vivo! Quem sou eu? Bem, isso já é pedir demais...

.pesquisar

 

.Junho 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.Portas abertas...

. Vidas em suspenso...

. Manuel de sobrevivência p...

. Francamente cansada...

. O MILAGRE DA VIDA - Parte...

. O MILAGRE DA VIDA - Parte...

. Em contagem decrescente.....

. O MILAGRE DA VIDA - Parte...

. O MILAGRE DA VIDA - Parte...

. FILHOS DA MADRUGADA

. Momento zen do dia...

.Sinais do tempo...

. Junho 2017

. Maio 2017

. Janeiro 2017

. Abril 2016

. Fevereiro 2015

. Outubro 2014

. Agosto 2014

. Junho 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

.Contagem