Quinta-feira, 12 de Abril de 2012

É p'ra quem pode!

 

Relacionamentos à distância não é para quem quer…é para quem pode! Só que existe um preço a pagar, e que muitas vezes não nos damos conta do seu preço! A saudade, essa filha da mãe, é dura e castiga. Mas Amor é Amor e ponto final, seja em que lugar for e seja a que distância for, assim como o respeito pelo relacionamento e pela outra pessoa, não faz sentido fazer da distância um pretexto para não dar continuidade a uma relação, se as pessoas não querem estar juntas nem têm vontade de construir algo juntos, então chutem tudo para o ar, mas não façam da distância uma justificação.

Todos os relacionamentos que tive, foram com pessoas que viviam bem perto de mim, se deram certo? Por um período de tempo sim, mas depois terminaram, por um motivo ou por outro as coisas simplesmente tiveram um fim…e agora aqui estou eu a viver à sensivelmente 4 meses uma relação à distância! Pronto ok, os períodos de ausência nunca são muito grandes, mas não deixamos de passar quinzenas sem nos vermos, o que para mim é classificado como a quinzena do tormento! Eu e o Super “J” somos “farinha do mesmo saco”, e talvez por termos as mesmas necessidades e carências, é como se agente conseguisse comunicar através do silêncio. Aos poucos vou tendo a necessidade de passar mais tempo ao seu lado, e já se ponderou a possibilidade de ser eu a mudar-me com a pequena “M”de malas e bagagens para Leiria…só que existem uma série de obstáculos (ultrapassáveis por sinal), que tornariam mais difícil a nossa mudança para lá…assim sendo resta-nos a segunda alternativa, é ser o Super “J” a mudar-se para Lisboa! Pois é…que tudo fosse assim tão simples…essa mudança implicaria alterações ao nível das funções desempenhadas pelo Super “J” no seu trabalho…deixaria de fazer aquilo de que gosta e que demorou 9 anos a conseguir, para passar a fazer algo que não lhe daria satisfação pessoal! A vida é feita de sacrifícios, e esse, seria um sacrifício demasiado pesado para ele…eu sei disso e ele também sabe…não tenho coragem de lhe pedir que ele largue tudo o que tem em Leiria para vir para Lisboa, mas reconheço que essa seria a melhor alternativa…enfim, quero acreditar que um dia as coisas mudem e que finalmente possamos estar juntos!

 

“Ninguém disse que a vida ia ser fácil…apenas que iria valer a pena!”

Estou...:
tags:
publicado por Sem voltar atrás... às 15:01

link do post | Falem... | favorito
|

.Eu vivo... Sinceramente eu vivo! Quem sou eu? Bem, isso já é pedir demais...

.pesquisar

 

.Junho 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.Portas abertas...

. Vidas em suspenso...

. Manuel de sobrevivência p...

. Francamente cansada...

. O MILAGRE DA VIDA - Parte...

. O MILAGRE DA VIDA - Parte...

. Em contagem decrescente.....

. O MILAGRE DA VIDA - Parte...

. O MILAGRE DA VIDA - Parte...

. FILHOS DA MADRUGADA

. Momento zen do dia...

.Sinais do tempo...

. Junho 2017

. Maio 2017

. Janeiro 2017

. Abril 2016

. Fevereiro 2015

. Outubro 2014

. Agosto 2014

. Junho 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

.Contagem