Quarta-feira, 21 de Junho de 2017

Vidas em suspenso...

mw-860.jpg

 

"Se a vida não tem preço, nós comportamo-nos sempre como se alguma coisa ultrapassasse, em valor, a vida humana... Mas o quê?"

(Antoine de Saint-Exupéry)

 

Ainda a propósito da imensa tragédia que assola o nosso país desde sábado...quero deixar um profundo pesar e um profundo respeito pelos homens e mulheres que vivenciaram de perto esse monstro que devorou tudo por onde passou!

Aos familiares que perderam os seus Amores, que perderam os seus entes Queridos, aos feridos que ficarão para sempre com as marcas físicas desta tragédia, aos sobreviventes que perderam tudo, os projectos de uma vida, as suas terras, os seus animais, as suas casas, aos bombeiros, aos militares, às forças de segurança, aos elementos da protecção civil e civis presentes no terreno deixem-me que vos dirija a minha palavra...quanto tempo levarão vocês a esquecer (se for possível esquecer), a apagar da memória, dos vossos corações e das vossas almas o tamanho horror que viram os vossos olhos? O fogo extingue-se, apaga-se e as florestas cedo ou tarde voltam ao seu curso normal, a natureza há-de encarregar-se de fazer bem o seu trabalho, as casas voltarão a erguer-se, os projectos voltarão a fazer-se...mas e vocês? Por quanto tempo viverão vocês com as vossas vidas em suspenso? Por quanto tempo dormirão em sobressalto e quantas noites passarão em branco? Quantas vezes fecharão os vossos olhos e na imensa escuridão terão presente os momentos de aflição?  Quantas vezes chorarão no silêncio, por não terem conseguido salvar quantos vocês gostariam?

Eu, que estive fisicamente longe dos acontecimentos mas que acompanhei de perto a situação através dos meios de comunicação social e redes sociais, não consegui ficar indiferente...o horror tomou conta do meu pensamento e durante 2 noites o meu sono foi interrompido pelo pesar que sentia no meu coração!

Não consigo imaginar a dor e o sofrimento das vítimas nem das famílias dos que partiram, não consigo imaginar o "peso" que os combatentes do fogo carregarão nas suas vidas, mas há algo que eu sei...que a vida é breve, que esta tragédia atingiu o mais profundo de cada um de nós, que por mais tempo que passe as marcas irão perdurar... mas acima de tudo sei que por cada vida perdida, a floresta renascerá das cinzas para lembrar a sua imponência!

 

"A tragédia da morte consiste em que ela transforma a vida em destino."

André Malraux

 

 
publicado por Sem voltar atrás... às 13:38

link do post | Falem... | favorito
|
Quinta-feira, 25 de Maio de 2017

Manuel de sobrevivência para as mães de 3 (4) filhos!

bolinhas sabao.jpg

 

Filho 1 – 38 anos. Chegou-me às mãos já criado e cheio de maus hábitos.

Filho 2 – 10 anos, doce e tranquila que só ela. Já ajuda nas tarefas.

Filho (s) 3 e 4 - 21 meses gémeos. Necessidades próprias da idade.

 

Regras:

. Organização! No meio do caos que é a minha casa, a organização é palavra de ordem, e nada pode falhar (mas falha)!

. Alimentação! Legumes congelados, ovos, salsichas, douradinhos, nuggets e latas de feijão, grão e de atum são presença obrigatória no armário e no congelador, são os meus maiores aliados, sem eles a minha vidinha estaria muito mais dificultada. Ahhhh e tenho uma Bimby, que honestamente não me facilita a vida em quase nada!

. Vestuário! A máquina lava de noite, estende-se (quando se pode, muitas vezes lava-se segunda vez), apanha-se e separa-se minuciosamente a que precisa de ferro e a que não precisa! A que não é passada, é “delicadamente” alisada pelas minhas santas mãos e dobrada “sem vincos”! Cesto da roupa preparada para ir para as gavetas e armário (pode muito bem ficar dias a fio por ser arrumada, é apenas um pormenor)!

. Limpeza! Tenho uma “Vanessa”! Yupiiiiii…a minha Vanessa é real, limpa-me a casa à quinta-feira, e na sexta já eu estou a gritar mentalmente por ela novamente! Mantenho a cozinha limpa e arrumada o resto da semana…o resto das divisões mantêm-se a elas próprias (como podem coitadas) tal como se tivessem vida própria!

. Arrumação! Sou o máximo eu…sempre que tento entrar na sala tenho que dar pontapés aos brinquedos espalhados pelos filhos 3 e 4, embora exista uma caixa de brinquedos que tal como as palavras indicam “Caixa de brinquedos”, serve para os arrumar e essa é uma tarefa que apenas eu sei fazer…porque o brinquedo A não pode jamais ser arrumado em cima do brinquedo B, ai ai  se o brinquedo D ficar por baixo do C? O mínimo que pode acontecer é uma tragédia. Com as roupas sujas não me preocupo, porque as coitadas têm o poder de irem sozinhas para o cesto próprio (verdade verdadinha)!

. Hora das refeições! Chama-se o filho 1 uma vez e esperam-se 2m, chama-se novamente e espera-se 1 m… dá-se início à refeição com ou sem filho 1. Preparam-se os pratos dos filhos 2, 3 e 4… sentamo-nos e levamos a comida à boca. Aprende-se a gostar da comida fria (na maioria das vezes).  Ignoram-se os gritos e reclamações, fecha-se os ouvidos e tudo o que se ouve é o mastigar da comida…a meio da refeição sentimo-nos cheias e encostamos os talheres. Respira-se fundo e olha-se para o relógio…ainda há roupa para apanhar e estender e a cozinha para arrumar!

. Serão! Filho 1 de telemóvel na mão, com o rabo sentado em qualquer parte da sala que lhe seja confortável, enquanto filhos 3 e 4 reviram a caixa de brinquedos, acendem e apagam luzes, sobem e descem dos sofás (com uma quedas pelo meio)! Filho 2, fechada num dos quartos de telemóvel ou Tablet na mão, phones nos ouvidos e de 5 em 5 minutos a dizer que está com fome! Ignora-se os restantes membros da família e centramos as nossas atenções na arrumação e limpeza da cozinha!

. Hora de dormir! Filho 1 “espeta-se” na cama com filhos 3 e 4, ao filho 2 dá-se o reforço alimentar (já não era sem tempo), beijam-se e abraçam-se filhos 2, 3 e 4. Hora de chorar…hora de ingerir qualquer alimento que me conforte o estômago, hora de fumar 2 ou 3 cigarros…hora de pensar…hora de desejar fugir…hora de pensar que filhos 2, 3 e 4 precisam de mim…hora de pensar que preciso de todos os filhos e que também preciso de mim…hora de programar a máquina da roupa e seguir directa para a cama, onde me esperam os filhos 1, 3 e 4…deitar filhos 3 e 4 nas suas camas e finalmente deitar o corpo! Porra, agora não consigo dormir porque me esqueci de fazer xixi e porque as minhas costas estão a lembrar-me os meus 41 anos! Amanhã é outro dia, e tenho sempre o meu trabalho das 9h às 17h que me dá tempo para descansar!

publicado por Sem voltar atrás... às 10:32

link do post | Falem... | favorito
|
Quinta-feira, 26 de Janeiro de 2017

Francamente cansada...

CANSADA.jpg

Poderia evenualmente dar início a este post com uma breve introdução...mas não me apetece...

Sinto-me cansada, esgotada, a caminho em passos largos para uma patologia do foro psiquiátrico! Os meus filhos são tudo para mim, por eles esqueço a privação do sono, esqueço os cabelos brancos que se acumulam de dia para dia, esqueço os banhos prolongados, esqueço as horas que não tenho sentada no sofá, os livros que gostaria de ler mas não leio, as coisas que gostaria de fazer mas não faço...tudo e apenas porque não há tempo! Mas no meio do "não tenho tempo", consigo ver no espelho uma mulher com 41 anos, com uma vida profissional estável, que gostaria de apenas, e vou reforçar a ideia, apenas... conseguir ler 2 ou 3 parágrafos de um livro sem ser interrompida pelo choro de um dos gémeos, ou dos dois, ou pelos habituais "mãeeeeeee" da filhota mais velha...gostaria de encher a banheira de água quente e manter-me ali...sozinha...sem barulho uma meia-horita! Gostaria de conseguir ir ao cinema sem o stress de pensar que os babys estão com o babe em casa e este ultimo pode estar a entrar em colapso...gostaria de dormir...dormir pelo menos uma noite sem me levantar 10 ou 15 vezes porque um dos gémeos perdeu a chucha ou porque simplesmente acordaram e não voltam a dormir sem ser na nossa cama...gostaria de um dia, pelo menos um dia chegar a casa e ter o jantar pronto, ou pelo menos adiantado...gostaria de poder dançar numa qualquer colectividade 1 x por semana pelo menos, nadar, caminhar...gostaria tanto!

Tou francamente cansada...fisicamente mas principalmente emocionalmente...e lamento profundamente que quem me rodeia não se dê conta desse facto!

"A minha alma está cansada da minha vida! (Fernando Pessoa)"

 

publicado por Sem voltar atrás... às 13:38

link do post | Falem... | ver comentários (5) | favorito (1)
|
Sexta-feira, 15 de Abril de 2016

O MILAGRE DA VIDA - Parte IX

A vida é de facto surpreendente! Cheguei aos 40 anos com a profunda certeza que no meio de tantas voltas, hoje sou uma pessoa diferente...muito diferente da mulher que fui um dia!

Os gémeos nasceram no dia 07 de Setembro de 2015, às 34 semanas + 4 dias...o pilas estava farto de estar bem, e com ele trouxe a mana por arrasto! Era um serão igual a tantos outros, com a pequena diferença que estive mais de 3 horas com a sensação de "vontade de fazer xixi" Os gémeos estavam mais mexidos do que o normal, e numa reviravolta dentro de mim, os babys alteraram as suas posições, o pilocas ganhou espaço, esticou as pernas e rompeu a sua bolsa! Já tinha sido mãe anteriormente, e apesar de não ter tido da primeira gravidez ruptura total da bolsa, já tinha assistido e ouvido imensas histórias da sensação que é o rompimento duma bolsa! Nada se compara ao que foi vivenciar na primeira pessoa esse facto! Perdi literalmente, litros de água, e tendo em consideração que apenas perdi liquidos duma bolsa, nem quero imaginar o dilúvio que teria sido se tivessem rompido as duas bolsas! Passando à frente, moramos a 5 minutos do hospital mais próximo, de modo, que foi apenas o tempo de tomar um duche rápido, agarrar nos sacos e dar entrada na urgência! Chegados à obstetrícia, e sendo a única utente, dei entrada de imediato para a sala de observação. O que mais tenho presente na minha memória, é a cara da enfermeira quando me perguntou de quantas semanas eu estava e eu respondi: "34+4...de gémeos!" A srª não sabia se havia de rir ou de chorar...o hospital de caldas da rainha, apesar de ter um serviço de neonatologia, tem apenas unidade de cuidados especiais e não de cuidados intensivos...a partir desse momento foi um corropio naquele serviço! Os bebés supostamente, teriam um peso estimado que rondaria os 2kg cada um, até aqui tudo bem, o problema é que numa gestação gemelar, a margem de erro é enorme, de modo que nunca se consegue saber o peso real dos babys até ao momento do nascimento! Outra dúvida que se levanta é em relação à maturação pulmonar, eu não tinha feito corticoides (hormonios que aceleram a maturação pulmonar), e as 34 semanas são uma linha muito ténue relativamente a esse facto! Se se viesse a verificar que os babys não tinha maturação suficiente, teriam de ser ventilados e transferidos para um hospital em Lisboa, algo que nós não desejavamos por todos os motivos e mais alguns!

Fui levada para a sala de indução e ligada a CTG e soro...comecei com contrações ligeiras e de repente vejo-me rodeada de batas brancas, verdes e azuis...não sabia quem era quem...o babe estava no exterior dessa sala e tudo o que eu desejava era tê-lo ali...ao meu lado! Vem o primeiro médico que me observou e questiona-me: "Quer um parto normal ou uma cesariana?" Pensei: "WTF??? Agora já se pergunta que tipo de parto é que se quer??? Ok...pensa com calma e respira fundo", respondi que me tinha preparado psicologicamente para uma cesariana, mas eles é que eram os profissionais e eles teriam a ultima palavra! Desapareceu com a mesma rapidez que apareceu. Pedi para chamar o babe...e ao fim duns minutos lá apareceu ele...por esta altura as contrações eram de 5 em 5 minutos e já eu me contorcia toda a cada nova dor, mas ainda assim, deu tempo do babe me tirar umas fotos, estava eu com cara de "tira-me daqui please!" O médico regressou e com a maior das calmas disse: "Pronto, vamos fazer uma cesariana de urgência...até podiamos tentar um parto normal porque o primeiro gémeo (ela) está em posição cefálica (de cabeça para baixo), mas tendo em conta que o segundo gémeo (ele) está em posição pélvica (sentado), temos receio que ela ao nascer, ele ponha uma pernita à frente e depois podiam-se complicar as coisas!" Ok, pensei eu, bora lá despachar isto que eu quero abraçar os meus babys! A partir desse momento perdi a noção do tempo e das pessoas ao meu redor...vieram mais 3 médicos (soube depois que eram médicos), um obstetra a dizer que estavam a preparar o bloco, um pediatra a informar-me que estavam á espera dum segundo pediatra visto que iam nascer dois bebés e uma anestesista, que coitada da senhora estava danada porque a tinham acordado! Enfim...quem é que entra numa urgência às 2h da manhã para "parir" um par de gémeos??? Euzinha aqui! (risos) Fui levada para o bloco com a esperança que deixassem o babe estar a meu lado, facto que não se concretizou! A partir do momento que entrei para o bloco toda eu era tremores, suores frios e as poucas palavras que eu conseguia articular, eram abafadas pelo ruido que toda a equipa fazia à minha volta! Senti-me em pânico...sem chão, sem ar! Tive medo por mim mas principalmente pelos babys...da parte da equipa, sentia-se a descontracção própria de quem sabe o que faz e o meu refugio foi confiar neles...a minha vida e a vida dos meus babys estavam agora nas mãos daquele monte de estranhos que riam e conversavam com a maior das naturalidades! O pilocas veio ao mundo eram 04h45 e ela às 04h47! Mal lhes foi cortado o laço que os unia a mim, deram as boas vindas ao mundo, num grito e num choro de quem diz: "Cheguei e estou bem!" Não consegui conter as lágrimas...o alívio de saber que eles estavam a respirar por si, foi o maior presente que Deus me deu! Só os consegui ver de raspão, ele nasceu com 1,660kg e ela 1,895kg. Por terem baixo peso foram levados de imediato para o serviço de neonatologia, mas a minha guerreira ainda teve direito a ir dar uma beijoca à mãe! A ultima coisa de que me lembro, foi da anestesista dizer que ia sentir sono...e que dormisse! Assim aconteceu, senti de repente uma força estranha a obrigar-me a fechar os olhos e até às 08h da manhã, tudo o que me recordo, são flashes, imagens e sons distorcidos, tal e qual um sonho! Mais tarde vim a saber que não foram sonhos...foi plena realidade, apenas eu estava num estado de semi-consciência! Estive 24h deitada e apenas após esse tempo pude ver as minhas estrelinhas...dentro das incubadoras...muito magrinhos, muito pequeninos (40cm de gente). Eram os meus babys, os amores da minha vida e estavam bem! Apenas por terem baixo peso e claro, terem nascido prematuros, estavam em observação! Mas estavam bem e mais uma vez a agarrarem-se à vida! 

Havia muito por contar, mas o mais importante está aqui! Valeu a pena...valeu a pena o tratamento, a ansiedade de quem espera algo maravilhoso, valeu o stress, as viagens, a incerteza...valeu a pena e sabem que mais? Repetiria tudo outra vez, ser mãe é a viagem mais magnifica que alguma mulher pode fazer e eu dou graças a Deus por me ter permitido mais uma vez embarcar nesta aventura!

 

gémeos.jpg

 

publicado por Sem voltar atrás... às 13:03

link do post | Falem... | favorito
|
Quinta-feira, 19 de Fevereiro de 2015

O MILAGRE DA VIDA - Parte VIII

fiv.jpg

"Na fecundação in vitro (FIV - por vezes também referida como "fertilização in vitro"), os ovócitos são recolhidos a partir dos ovários, sendo de seguida fecundados com espermatozóides em meio laboratorial. Os embriões assim obtidos são posteriormente transferidos para o útero da mulher. Ou seja, ao contrário do que sucede por exemplo na IIU, na FIV a fecundação ocorre fora do organismo da mulher. As expressões “bebé proveta” ou “fertilização in vitro” utilizadas em linguagem comum surgem exactamente devido ao facto do(s) ovócito(s) ser(em) fecundados em laboratório, ao contrário do que acontece naturalmente."

 

Olá blogosfera...olá companheiros, olá amigos, olá conhecidos e olá desconhecidos! Tudo na vida tem um timing...todos deveríamos saber quando parar e quando regressar...pois bem aqui estou de volta! Muita coisa mudou na minha vida, principalmente a nível profissional, para quem não sabe, fica a saber...sou um OPC...traduzindo, um Orgão de Polícia Criminal, mais vulgarmente conhecido por agente de autoridade, ou polícia, ou como lhe queiram chamar! Amados por uns e odiados por outros...é essa a nossa realidade! Já ando nesta vida à cerca de 15 anos e já tive tempo de me habituar ao Amor/Ódio que vive lado a lado com quem tem esta profissão! Mas não foi por isso que aqui regressei...foi para vos dizer que precisei de me ausentar, precisei parar de escrever, precisei de deixar de lado a confusão em que estavam os meus pensamentos!

Hoje regresso com as energias renovadas, e venho partilhar convosco mais uma etapa da minha/nossa vida! Para os menos desatentos, eu e o babe à cerca de 4 anos que nos foi diagnosticada "Infertilidade Inexplicada", ou seja...tudo ok comigo, tudo ok com o babe...tudo ok com os nossos aparelhos reprodutores, tudo completamente ok...apenas a natureza não fazia com o campeão se encontrasse com o meu ovinho! Passámos por 3 ciclos de IIU, todos negativos, e visto que o estado português apenas comparticipa com 3 tratamentos de cada técnica, ficámos a aguardar em lista de espera um ciclo FIV...pois bem, esse ciclo deu-se início em dezembro de 2014...muito doloroso...muito violento, principalmente a nível emocional...muitas viagens até Lisboa, muitas expetativas, muitas ecografias, muitas etapas, muitas vitórias! Enfim, para quem desconhece, este é um processo pelo qual nenhuma mulher nem nenhum homem deveria passar! Mas a coragem é grande, o desejo era enorme, e a esperança é infinita! Em 28 de Dezembro dei início ao tratamento através de injeções que eu dava a mim própria...em 6 de Janeiro dei início à estimulação dos ovários propriamente dita e após muitas idas e vindas, em 19 de janeiro confirmaram-me a presença de 9 folículos, 5 no ovário esquerdo e 4 no ovário direito! Dia 22 janeiro foi feita a punção dos óvulos...dos 9 óvulos, conseguimos a fecundação de 6, e desses conseguimos 4 embriões muito muito bons, designados por embriões de classe A/A. 3 dias depois dia 25 Janeiro, foi feita a transferência de 2 embriões para o meu útero, embriões de 3 dias! Descanso, calma e pensamento positivo...foram as recomendações! Saí do HSM com 2 requisições para fazer análise ao sangue BETA - hcg, a hormona libertada pelas mulheres grávidas...a primeira análise faria dia 5, 12 dias após a transferência, e a confirmar-se, faria nova análise dia 9, 16 dias após a transferência! Não preciso dizer que a espera, a ansiedade, o medo se apoderam de nós...no dia 3, 9 dias após transferência não aguentei mais e fiz um teste à urina da farmácia...qual é o meu espanto...quando vejo aparecer 2 riscas...o meu teste estava a dar um positivo!!! Não me entusiasmei...até porque quem passa por estes tratamentos, sabe que podemos ter falsos positivos em virtude da medicação que tomamos...dia 5 fiz a análise ao sangue... POSITIVO!!!

gest.jpg

 Neste momento tenho aproximadamente 5 semanas de gestação, o meu corpo já está a mudar...só ainda não sei quantas estrelinhas se agarraram à vida, se uma ou se as duas! Dia 25 volto a Santa Maria para a primeira eco...até lá...me aguardem!!!

 

publicado por Sem voltar atrás... às 10:52

link do post | Falem... | ver comentários (4) | favorito
|
Quarta-feira, 29 de Outubro de 2014

Em contagem decrescente...

images.jpg

Tudo pronto...eu, o babe e todas as nossas esperanças...o resultado dos exames não poderiam ter sido melhores, tendo em conta a minha idade os níveis da minha reserva ovárica (hormona anti-mulleriana) estão optimos, assim sendo resta esperar a menstruação de Novembro para iniciar o tão esperado ciclo FIV. A punção dos óvulos está programada para finais de Janeiro e consequente transferência dos embriões!

Tenho andado ausente eu sei...espero conseguir arranjar tempo para ir passando aqui e despejar as minhas tristezas, ou então...as minhas alegrias, lai lai lai! Beijo beijo...fui... 

publicado por Sem voltar atrás... às 09:58

link do post | Falem... | favorito
|
Segunda-feira, 18 de Agosto de 2014

O MILAGRE DA VIDA - Parte VII

 

Silêncio...por favor silêncio...não se façam alaridos, não se dêm vivas antes do tempo...não se festeje...dia 20 saberemos se está tudo pronto para uma primeira Fertilização In Vitro...

Estou...:
publicado por Sem voltar atrás... às 13:36

link do post | Falem... | ver comentários (4) | favorito
|
Sexta-feira, 13 de Junho de 2014

O MILAGRE DA VIDA - Parte VI

A probabilidade de sucesso de um tratamento de Procriação Medicamente Assistida (PMA) depende fundamentalmente do tipo de problemas que afecta cada casal. A fertilidade diminui com a idade quer no homem, quer na mulher. No entanto, se a infertilidade for devida a uma causa bem identificada, que possa ser tratada e não existirem mais problemas gerais de saúde, desde que as trompas da mulher estejam saudáveis, a IIU é um tratamento de infertilidade relativamente simples e com provas dadas. Consiste na colocação de espermatozóides no interior da cavidade uterina, por meio de um cateter apropriado. Deve ser feita quando há ovulação (libertação de um ovócito pelo ovário), de modo a aumentar a probabilidade de ocorrer fecundação. Para provocar a ovulação, é necessário que a mulher seja tratada com medicamentos indutores da ovulação, normalmente por via injectável. O esperma do homem é tratado, de modo a seleccionar os espermatozóides com maior qualidade e capacidade de fecundação. A IIU pode ser feita com esperma do companheiro ou de um dador, conforme a indicação clínica para cada casal. O tratamento tem boas probabilidades de sucesso.

 

 

3º CICLO IIU  Maio 2014

 

 

 

16 de Maio,  1º dia do Ciclo – Menstruação;

18 de Maio, 3º dia do ciclo – Injeção 150ml “Gonal F” (Objectivo: estimular os meus ovários);

20 de Maio, 5º dia do ciclo - Injeção 150ml “Gonal F”;

22 de Maio, 7º dia do ciclo - Injeção 150ml “Gonal F”;

24 de Maio, 9º dia do ciclo - Injeção 150ml “Gonal F”;

28 de Maio, 13º dia do ciclo – 08h30, Consulta Hospital Santa Maria, Serviço de Infertilidade – Avaliação e monitorização do endométrio e confirmação da existência de folículos. Dois folículos, 21mm e 19mm ovário esquerdo, 1 folículo, 18mm ovário direito. 23H45, injeção “Pregnyl” (Objectivo: fazer eclodir os folículos a fim de libertar os óvulos.) Abstinência sexual.

30 de Maio, 15º dia do ciclo. 08h00, laboratório reprodução humana no Hospital Santa Maria. Recolha esperma. 11h30, de volta ao laboratório reprodução humana, é feita a Inseminação propriamente dita. 30m de repouso absoluto. Vida normal a partir daí;

01 de Junho , 17º dia do ciclo – Início da toma diária  “Uterogestan - Progesterona” 300mg (objetivo: fortalecer as  paredes do útero, para uma eventual implantação de um embrião), até ao início da menstruação ou até às 12 semanas caso exista implantação de um embrião.

10 de Junho, 26º dia do ciclo 12 dias após a inseminação – 08H00,teste gravidez à urina - resultado: (-) negativo.

12 de Junho, 28º dia do ciclo - Menstruação. {#emotions_dlg.sad}

 

 

É desta forma que se fecha o ultimo ciclo de tentavivas através desta técnica. Os exames para avançar para FIV estão feitos...resta aguardar!

 

 

Estou...:
publicado por Sem voltar atrás... às 10:54

link do post | Falem... | ver comentários (3) | favorito
|
Segunda-feira, 31 de Março de 2014

FILHOS DA MADRUGADA

A liberdade só será possível quando estivermos tão inteiros que também possamos enfrentar a responsabilidade de sermos livres.

 

 

 

"Onde o vento cortou amarras
Largaremos p'la noite fora
Onde há sempre uma boa estrela
Noite e dia ao romper da aurora
Vira a proa minha galera
Que a vitória já não espera
Fresca, brisa, moira encantada
Vira a proa da minha barca..."

 

(Zeza Afonso – Somos filhos da madrugada)

Estou...:
publicado por Sem voltar atrás... às 11:41

link do post | Falem... | ver comentários (1) | favorito (1)
|
Sexta-feira, 28 de Março de 2014

Momento zen do dia...

A propósito da saída do G desta "xafarica", para outra ainda mais mal cheirosa...

 

R: " Como é? Precisamos de armas para fazer tiro hoje às 14h..."

Eu: "E? Vocês não têm armas atribuídas?"

R: "Ter temos, mas são Walther's e o chefe quer que façamos tiro com Glock's! O G não está?"

Eu: "Nohp...e já não volta..."

R: "Então e agora?"

Eu: "Agora o quê? Não tou a entender...a logística não está sozinha, no lugar do G ficou o T!"

R: "E ele está onde?"

Eu: "Em casa, só volta segunda..."

R: "Então e quando o T não está quem faz o serviço dele?"

Eu: (eu que por esta altura estava prestes a enviá-lo para a sua santa mãe) "Olha desculpa lá, mas eu é que não sou de certeza absoluta!"

 (e basa rápido da minha praia antes que eu descarregue o carregador da minha Glock na tua direção!)

 

Fim de conversa!  

 

 

Estou...:
publicado por Sem voltar atrás... às 15:26

link do post | Falem... | favorito
|

.Eu vivo... Sinceramente eu vivo! Quem sou eu? Bem, isso já é pedir demais...

.pesquisar

 

.Junho 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.Portas abertas...

. Vidas em suspenso...

. Manuel de sobrevivência p...

. Francamente cansada...

. O MILAGRE DA VIDA - Parte...

. O MILAGRE DA VIDA - Parte...

. Em contagem decrescente.....

. O MILAGRE DA VIDA - Parte...

. O MILAGRE DA VIDA - Parte...

. FILHOS DA MADRUGADA

. Momento zen do dia...

.Sinais do tempo...

. Junho 2017

. Maio 2017

. Janeiro 2017

. Abril 2016

. Fevereiro 2015

. Outubro 2014

. Agosto 2014

. Junho 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

.Contagem